Política de Depopulação

A Política de Depopulação de Haig-Kissinger

autor: Lonnie Wolfe

Investigações realizadas por EIR tem descoberto um aparato de planejamento operando fora do controle da Casa Branca cujo único propósito é reduzir a população mundial a dois bilhões de pessoas por meio de fome, guerra, doenças e outros meios necessários. Este aparato, que inclui vários níveis de governo está determinando a política externa dos EUA. Em cada “ponto quente” político – El Salvador, o chamado arco de crise no Golfo Persico, América Latina, sudeste asiático e na África – o objetivo da política externa dos EUA é a redução da população. A agência alvejada para este propósito é o Grupo Ad Hoc sobre Politica de População do Conselho Nacional de Segurança. Este grupo de planejamento político está no Escritório de Assuntos Extenos do Departamento de Estado dos EUA, criado em 1975 por Henry Kissinger. Este grupo traçou o documento Global 2000 da administração Carter, que chama a redução global da população, e o mesmo aparato está realizando a guerra civil em El Salvador como um consciente projeto depopulacional.

“Há um único tema por trás de todo nosso trabalho – devemos reduzir os níveis de população’, disse Thomas Ferguson, o analista de caso para a América Latina do Escritório de Assuntos de População do Departamento de Estado. “Ou os governos fazem do nosso modo, através de bom meios limpos ou eles terão o tipo de confusão que temos em El Salvador, ou no Irã, ou em Beirute. A população é um problema social. Uma vez a população esteja fora de controle, é necessário um governo autoritário, até mesmo fascista, para reduzir isto. “Os profissionais,” disse Ferguson, “não estão interessados na diminuição da população por razões humanitárias. Isto soa bonito. Olhamos os recursos e as restrições ambientais. Olhamos nossas necessidades estratégicas, e dizemos que este país deve diminuir sua população ou então teremos problema.

Assim os passos são dados. El Salvador é um exemplo onde nosso fracasso de diminuir a população por meios simples tem criado a base para a crise de segurança nacional. O governo de El Salvador falhou em usar nossos programas para baixar a população dele. Agora temos uma guerra civil por causa disto… Haverá deslocamentos e falta de comida. Eles ainda tem gente demais lá.”

Guerras civis são de certa forma destinadas a reduzir população, crescentou o analista de OPA. “O meio mais rápido de reduzir população é pela fome, como na África ou pela doença como a Peste Negra”, tudo isto deve ocorrer em El Salvador. As populações são monitoradas por Ferguson na OPA no Terceiro Mundo e existem mapas de estratégia para reduzi-las. Seu orçamento para 1980 foi de $190 milhões, e em 1981 será de $220 milhões. O retatório Global 2000 pede para que se dobre este valor. A esfera de Kissinger em 1975, OPA foi trazida sob um reorganizado Departamento de Estado, com um Escritório de Oceanos, Ambiente Internacional e Assuntos Científicos – um corpo criado por Henry Kissinger.

A agência foi designada para realizar as diretivas do grupo Ad Hoc do NSC. Segundo um portavoz do NSC, Kissinger iniciou ambos grupos depois de uma discussão com líderes do Clube de Roma durante as conferências sobre população em 1974 em Bucareste e Roma. O Clube de Roma, controlado pela nobreza negra da Europa, é a primária agência de promoção da redução genocida dos níveis de população mundial. O Grupo Ad Hoc recebeu alta prioridade pela administração Carter, embora a intervenção do Conselheiro de Segurança Nacional Zbigniew Brzezinski e dos Secretários de Estado Cyrus Vance e Edmund Muskie.

Segundo o expert da OPA, Ferguson, Kissinger iniciou um completo desenvolvimento de política americana em relação ao Terceiro Mundo. “Por um longo tempo, afirmou Ferguson, “as pessoas aqui foram tímidas”. Elas ouviam os argumentos dos líderes do Terceiro Mundo que dizem que a melhor reforma contraceptiva era a reforma e o desenvolvimento econômicos. Assim empurramos os programas de desenvolvimento e ajujdamos a criar uma bomba relógio populacional. “Estamos deixando que as pessoas procriem como moscas sem permitir que causas naturais diminuam a população. Elevamos as taxas de sobrevivência dos nascimentos, aumentamos a extensão do período de vida ao dimuir as taxas de mortalidade, e nada fazemos para diminuir as taxas de natalidade.”

Esta política acabou. Estamos dizendo com o Global 2000 e na real política que vocês devem baixar as taxas de população. A redução populacional é nosso primeiro objetivo político. segundo isto, o Escritório dos Oceanos, Ambiente Internacional e Assuntos Científicos tem consistentemente bloqueado as políticas de industrialização no TERCEIRO MUNDO, negando acesso ás nações à tecnologia da energia nuclear – as políticas que capacitariam os países a sustentarem uma população crescente. Segundo fontes do Departamento de Estado, e do próprio Ferguson, Alexander Haig é um ‘firme crente’ no controle da população. .

“Iremos a um país,” disse Ferguson, “e diremos, aqui está seu maldito plano de desenvolvimento. Jogue-o pela janela. Comece a olhar o tamanho da sua população e entenda o que deve ser feito para reduzir isto”. “Se você não gosta disso, se você não quer escolher fazer isto através de um planejamento, então você terá um El Salvador ou um Irã, ou pior, um Cambodia.” Segundo um portavoz do NSC, os EUA agora partilham a visão do ex Presidente do Banco Mundial Robert McNamara que a ‘crise da população’ é uma grande ameaça aos interesses de segurança nacional dos EUA, maior ainda que a aniquilação nuclear.”
“Cada “ponto quente” no mundo corresponde a um ponto de crise populacional, disse Ferguson que renomearia a doutrina de arco da crise de Brzezinski em “crise do arco de população”.

Isto é corroborado pelas declarações do Grupo Ad Hoc do NSC no relatório de abril de 1980. Há “um crescente potencial para a revolta social, instabilidade econômica e política, migração em massa e possíveis conflitos internacionais sobre o controle da terra e dos recursos”, diz o relatório do NSC. Isto então cita “pressões demográficas” como chave para entender ” exemplos de recente guerra na Índia, Paquistão, Bangladesh, El Salvador, Honduras e Etiópia e um crescente potencial de instabilidade em tais lugares como Turquia, Filipinas, América Central, Irã e Paquistão. “através dos esforços extraordinários, o grupo Ad Hoc e a OPA estimam que els podem ser capazes de evitar que um bilhão de pessoas nasçam por meio de programas contraceptivos.

Mas o relatório do Grupo Ad Hoc afirma, os melhores esforços do Xá do Irã para instituir “programas limpos” de controle de nascimentos fracassou em fazer um afundamento das taxas de natalidade do país. A promessa de empregos, por meio do ambicioso programa de industrialização, encorajou a migração para ‘cidades superpovoadas’ como Teerã. Agora sob o Ayatollah Khomeini, os ‘programas limpos’ tem sido desmantelados. O governo pode tomar progresso porque ele tem programas “para induzir metade dos 6 milhões de residentes em Teerã a se relocarem, bem como medidas possíveis para impedir que a população rural se mude para as cidades”. Por trás das costas do Presidente, Ferguson e outros envolvidos com a OPA e o grupo NSC mantém que os EUA continuarão a política externa baseados na redução genocida da população mundial

” Temos uma rede em funcionamento de co pensadores no governo”, disse o analista de caso de OPA. “Continuaremos, não importa quem esteja na Casa Branca”. Mas Ferguson relata que a Casa Branca realmente não entende o que eles estão dizendo e que o Presidente “pensa que a política de população significa como aceleramos o crescimento da população”. “Juntamente como ninguém diz diferentemente”, diz Ferguson, “continuaremos a fazer nosso trabalho..

Quando olhamos a medicina moderna, verdadeiramente descobrimos a profundidade da depravação dos chamados “Iluminados” por trás desta nova ordem mundial. Não somente eles estão destruindo os mais fracos do “rebanho’ sem misericórdia com o aumento de comida tóxica, água, ar e remédios, eles estão deliberadamente usando remédios farmacêuticos para nos deixar doentes, e assim fazer mais dinheiro ao “tratar” nossas doenças antes de sucumbirmos, enquanto ativamente suprimem as curas reais e naturais.

De fato, o cartel farmacêutico tem controle virtual sobre cada aspecto de cuidado de saúde, a despeito de milhares estudos revistos por seus pares mostrando que, como o duplo laureado do Prêmio Nobel, o Dr. Linus Pauling afirmou, cada doença pode ser traçada a uma deficiência nutricional.

Há muita evidência do objetivo deles de agressiva depopulação. Da comprovada toxidade de literalmente todos os produtos farmacêuticos, ao gás mostarda e a tratamentos com radiação para o câncer, ao escândalo do Aspartame aprovado pelo FDA (um dos melhores assassinos de formigas na prateleira ) sendo imposto aos dietéticos e diabéticos, nenhuma outra conclusão pode ser tirada.

Mas a mais eficaz forma de depopulação por mais de 150 anos tem sido as vacinas. Seguindo um esforço concentrado para estabelecer controle sobre a prática da medicina, eles tem criado um plantio de humanos perpetuamente doentes que pode ser usado para produzir uma riqueza incalculável das planejadas doenças. Tudo isto enquanto escondem a verdade sobre o que nos mantêm saudáveis, e pode nos curar de qualquer coisa: nutrição apropriada.

Primeiramente eles fizeram seu negócio ao custear escolas médicas e instituições, para criar “experts” para encher as agências do goveno e painéis de aconselhamento, para conduzir mesas públicas e programas sociais (Fundação Rockefeller, entre outras) para assegurar que eles se tornem a única autoridade crível em saúde e cura. A este ponto foi fácil convencer as massas que vacinações eram seguras e eficazes, a despeito das pilhas de corpos se empilhando por trás de suas campanhas de agulhadas.

A cada dia somos regalados com comerciais e opiniões de “experts” nos aconselhando a despir nossos braços para as aplicações de vacinas anti gripe ou termos certeza que a vacinação de nossas crianças está atualizada. Em Ontario, é recomendado que os infantes recebam mais de 24 injeções antes de um ano de idade. Estas 24 injeções em um corpo de bebê com um sistema imonologico pouco formado, vacinas que contém formaldeido, aPolysorbate 80, methyl mercúrio, MSG, DNA estranho de macacos, material de embriões sacrificados de galinhas, e tecido pulmonar de fetos humanos abortados.

Há uma nova criança no bloco: Gardasil, a invenção do Merck atualmente sendo aplicada em meninas em idade pré menstrual como “proteção contra o câncer cervical causado pelo HPV, o “Papilloma virus humano”, que é transmitido pela atividade sexual. O Governador Rick Perry do Texas acaba de assinar uma ordem executiva para tornar obrigatória a vacina com Gardasil de todas as meninas de 11 ou 12 anos de idade, essencialmente assumindo que elas estarão sexualmente ativas antes de entrar no nível secundário. Tão atroz quanto seja este conceito, agentes de saúde canadenses estão agora pensando seriamente em tornar esta vacina disponível para meninas jovens canadenses.

O que há nisto? Montes das coisas acima mencionadas, e em adição, 225 mcg. de alumínio por dose de vacina, com três doses sendo necessárias, fazendo um total de 675 mcg. de alumínio por criança. Alumínio causa emaranhamento das fibras nervosas, levando a Doença de Alzheimer. Além disso, Gardasil contém Polysorbate 80, que está ligado a infertilidade em camundongos.

Um outro ponto muito falado está contido na legislação proposta copiando o Texas tornando obrigatório o programa de vacinação Gardasil, presentemente diante da legislatura da Virginia ( HB2035), em sua cláusula: “G. A Commonwealth acena a imunidade de tortuosa labilidade se uma fêmea que é inoculada com a vacina HPV se torne incapaz de conceber naturalmente um bebê sadio levado ao nascimento vivo ou experimente a fertilidade prejudicada como resultado da vacina HPV.” Esta dispensa foi rejeitada pela Câmara. Agora, porque seria necessário proteger o Estado da dúvida, se não havia algo conhecido, bases realistas de preocupação? Você ainda não sentiu o cheiro de café?

O Codex Alimentarius Committee, um comitê da OMS, fará o último papel no controle do cuidado de saúde mundial, e a completa supressão da liberdade da saúde. Outros acordos, tais como Parceria de Segurança e Prosperidade entre o Canadá, México e EUA, estabeleceu o estágio para a harmonização internacional das leis de saúde que obrigam a emergência de vacinação em massa da total população da América do Norte ao capricho do comitê trilateral.

Tenha em mente que sob estes acordos, as nações perdem sua soberania ao concordar que o governo aja de acordo os desejos do grupo com quem eles assinaram, o que significa que estes comitês estrangeiros, não eleitos, decidirão o que é bom para nós e ao inferno com as opiniões das pessoas. De fato, nossa economia inteira agora é governada externamente, por meio destes acordos, feitos sem o benefício da supervisão pública ou consulta.

A medicina organizada tem se tornado o ponto do iceberg Iluminado que nos está afundando, enquanto roncam as massas adormecidas. E enquanto elas roncam, seus números são encolhidos, como dirigido pelo ex líder do Banco Mundial Robert McNamara, quando disse, “Alguém deve tomar medidas draconianas de redução demográfica contra a vontade das populações. Reduzir a taxa de natalidade tem se provado impossível ou insuficiente. Alguém deve portanto aumentar a taxa de mortalidade. Como? Por meios naturais. Fome e doenças.”

http://planetquo.com/The-Haig-Kissinger-Depopulation-Policy

Anúncios
Published in: on abril 5, 2008 at 5:55 pm  Deixe um comentário  
Tags: ,

The URI to TrackBack this entry is: https://conspireassim.wordpress.com/2008/04/05/politica-de-depopulacao/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: