AIDS no Oriente Médio

AIDS no Oriente Médio
Um modelo ou um equivoco?

© Bethina Abrahams

9 de maio de 2007

O que está por trás dos baixos números de casos de HIV/AIDS no Oriente Médio e na África do Norte?

Em 2003, o Oriente Médio e a África do Norte tinha apenas 480.000 ou 1% das infecções mundiais do HIV. Comparado com a África Subsaariana e o sudeste asiático, que estão no meio de violentas epidemias, que tem infectado 31 milhões de pessoas, o Oriente Médio e a África do Norte tem estado relativamente intocados.

Há várias explicações possíveis fundamentando os baixos números do Oriente Médio e da África do Norte. Primeiramente, os próprios números podem ser mais ilusão do que fatos verdadeiros. Com a falta de mecanismos confiáveis e sistemáticos de relato nestes países, os números são mais um resultado de grosseira suposição do que ciência exata. Segundo a UNAIDS, o número real de casos na região pode ficar em algum lugar entre 200.000 e 1.4 milhões.

Contudo, se alguém fosse aceitar que os números se inclinam em direção do lado mais baixo relativo ao resto do mundo, um número de fatores pode explicar os níveis de HIV/AIDS no Oriente Médio e Norte da África. Muitos artigos tem citado as influências judaicas e islâmicas que proibem o uso de drogas e relações sexuais fora do casamento, para justificar os baixos números. Contudo, torna-se óbvio que a África Subsaariana e outras áreas que combatem a AIDS existe uma esmagadora desigualdade social, pobreza, violência de gênero, e disparidades econômicas que são mais um resultado da política, e que desempenham um papel muito maior que outras “crenças” da comunidade. Alguém precisa apenas olhar para a Etiópia, um país duramente atingido pela AIDS e com uma alta população muçulmana, para ilustrar esta opinião.

Olhando para o Oriente Médio e a África do Norte, podemos ver que as situações são muito diferentes daquelas da África Subsaariana. Primeiramente, a despeito dos estereótipos populares apresentados, as mulheres no Oriente Médio e na África do Norte vivenciam um alto nível de igualdade de gênero, maior que em outras partes do mundo. Estatísticas reveladoras apontam as altas taxas de alfabetização das mulheres e sua alta taxa de conclusão de educação pós secundária. Uma advertência é que o Oriente Médio e a África do Norte não são homogêneas. As mulheres e as familias enfrentam desafios; e como em outras partes do mundo, estes desafios podem ser separados juntamente com a distinção urbana e rural. Assim o nível de igualdade de gênero variará através de região diversa.

Secundariamente, a África Subsaariana tem sido particularmente duramente atingida pelo colonialismo, opressão e racismo. Um fator que desempenhou sua parte na disseminação da AIDS na África do Sul foi a quebra da estutura familiar, devido ao apartheid. Com os casais separados durante meses, devido a condições de trabalho impostas pelo apartheid e a limitação sobre a mobilidade, a AIDS se espalhou rapidamente. Embora claramente existam problemas políticos no Oriente Médio, isto não tem resultado, na quebra sistemática das famílias e comunidades. Contudo, a insegurança da situação palestina pode se traduzir em um aumento do HIV/AIDS nesta área.

Por último, a ênfase na circuncisão nos homens pode dificultar a transmissão do HIV. Estudos realizados pelo Instituto Nacional de Saúde tem mostrado que a circuncisão pode reduzir significativamente as taxas de transmissão do HIV. No Oriente Médio e na África do Norte a circuncisão é parte das religiões islâmica e judaica.

As razões por detrás dos baixos números de HIV/AIDS no Oriente Médio e na África do Norte são tão complexas quanto as razões por trás da pandemia de AIDS na África e outras partes de mundo. Se alguém fosse aceitar as baixas estatísticas, os fatores não seriam tão simplistas como as proibições colocadas pelas religiões na área. Contudo, a religião com foco na justiça social e na igualdade, pode acalmar a crise da AIDS.

Anúncios
Published in: on maio 3, 2008 at 12:59 pm  Deixe um comentário  
Tags: ,

The URI to TrackBack this entry is: https://conspireassim.wordpress.com/2008/05/03/aids-no-oriente-medio/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: