Al Gore e o Aquecimento

Veja Gore, Veja a Mancha

por INVESTOR’S BUSINESS DAILY
Postado quarta feira, 23 de abril de 2008 4:20 PM PT

Mudança Climática: Um ex astronauta da NASA diz que algum fenômeno solar que condenou o exército de Napoleão pode logo parar a marcha para a glória de Al Gore. Prepare-se para o grande frio.

A retirada de Napoleão de Moscou é um legendário desastre militar. Conquanto os historiadores e os aficcionados militares ressaltem a baixa que o inverno russo causou na Grande Armada, poucos apreciam o papel da atividade solar, ou a falta dela, que representou um dos grandes reversos militares na história.

O geofísico Phil Chapman, o primeiro australiano a se tornar um astronauta da NASA, e que serviu como especialista na missão lunar da Apollo 14, escreve no jornal Down Under australiano que “a rota do Grande Exército de Napoleão de Moscou foi ao menos parcialmente devida à falta de manchas solares

Isto é mais do que uma anotação histórica. O mesmo padrão de atividade solar que condenou Napoleão está ocorrendo agora, enquanto falamos.

O sol tem uma série de ciclos de onze anos nos quais as manchas solares flutuam em número e intensidade, gandemente influenciando o clima e estações da Terra. O fim da cada ciclo é chamado de mínimo solar, onde a atividade das manchas solares está no ponto mais baixo. A atividade geralmente aumenta depois que cada novo ciclo inicia.

Como nota Chapman, o mínimo mais recente ocorreu em março de 2007. A atividade das manchas solares deveria ter aumentado pouco depois, mas a atividade das manchas solares tem permanecido em uma parada virtual.

Se você consultar http://www.spaceweather.com, você verá uma imagem atual do Sol do Observatório Solar e Heliosférico dos EUA (SOHO) com apenas uma única pequena mancha solar, chamada de número 992. O tempo anterior onde um ciclo foi retardado como este, segundo Chapman, foi durante o chamado Mínimo de Dalton, um período particularmente frio que durou várias décadas iniciando-se em 1790. Ele diz: “Os ventos do Norte se tornaram ferozes”.

O successo da marcha de Napoleão não estava nas estrelas, ao menos não naquelas mais próximas da Terra.

Este tem sido um inverno de registro de recordes de frio e quedas de neve. As quatro maiores agências rastreando as temperaturas da Terra, inclusive o Instituto Goddard da NASA, relatam que a Terra esfriou 0.7C em 2007, o mais rápido declínio na idade da instrumentação, nos levando de volta para onde estava a Terra em 1930.

Nevou em Bagdá pela primeira vez em séculos, e Chapman diz “a extensão do gelo do mar Ártico . . . foi a maior no registro, desde que James Cook descobriu o lugar em 1770.”

Até este ano, SOHO tem detectado apenas três manchas solares, inclusive a de número 992, que apareceu na segunda feira. Uma foi encontrada em janeiro e durou apenas dois dias. Uma outra apareceu mais cedo neste mês, mas desapareceu dentro de 24 horas. Deve haver mais, muito mais. Neste pico, o Sol deve se parecer com uma face de adolescente antes da formatura.

Kenneth Tapping, um pesquisador solar e diretor de projeto para o Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá, supervisiona a operação de um radio telescópio de 60 anos que ele chama de “estetoscópio do Sol”.
Tapping relata que não há mudança no campo magnético do Sol neste ciclo e adverte que se o Sol permanecer quieto por mais um ou dois anos, isto pode indicar um outro período de drástico resfriamento da Terra, trazendo quedas de neve maciças e clima severo no Hemisfério Norte.

Chapman diz que a temperatura climática que agora desfrutamos é uma exceção, não a regra. Estamos atualmente em um período interglacial, o Holoceno. “Sob condições normais, a maior parte da América do Norte e da Europa está enterrada sob 1.5 quilometros de gelo”, ele diz.

Leva aproximadamente 12 graus Celsius no declínio na temperatura média global para desencadear a glaciação. Se o declíneo do ano passado continuar pelos próximos vinte anos, a queda total será de 14 graus C, mais do que o bastante.

Al Gore diz que o aquecimento desastroso está iminente. Mas quando olhamos pelo telescópio solar da Nasa, como o astronauta Chapman e outros, temos que nos perguntar: “O que há de errado com esta imagem?”

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://conspireassim.wordpress.com/2008/05/05/al-gore-e-o-aquecimento/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: