Tecnologia de Microondas

Tecnologia de Microondas

A Tecnologia de Microondas e Seu Uso Contra a Humanidade

Temos estado lhes dizendo que a tecnologia avançada de microondas está sendo usada contra a raça humana. Temos recebido muitas batidas dos céticos, mas as coisas finalmente estão aparecendo sobre este assunto. Estamos aqui incluindo material que pode tornar as coisas mais claras.

No livro, “Cross Currents”, de Robert O. Becker, M.D. (Jeremy P. Tarcher, Inc., 5858 Wilshire Blvd., Suite 200, Los Angeles, CA, 90036), o autor cobre os perigos da radiação eletromagnética, bem como as promessas da eletro-medicina. O apêndice dele é “A Mão Oculta no Interruptor: Os Usos Militares do Espectro Eletromagnético”

Os Novos Campos Assassinos: Armas Eletromagnéticas

Conquanto os militares tenham vigorosamente negado a própria existência dos bio-efeitos da exposição ao campo eletromagnético, tais bio-efeitos estão atualmente sendo explorados como armas potenciais – armas com a vantagem enorme de serem completamente silenciosas e imperceptíveis.

O conceito de EMP [Pulso eletromagnético] tem sido estendido através do desenvolvimento de aparelhos que geram pulsos eletromagnéticos sem a necessidade de explosões nucleares. Tais aparelhos podem ser empregados para uso contra comandos inimigos e centros de controle e contra aeronaves para produzir a falha do equipamento eletrônico. Um derivativo deste programa é o HPM (microonda pulsada de alta energia), um sistema que produz pulsos de microondas intensos e extremamente curtos. Vários tipos, variando em frequência de 1200 MHz a 35 GHz com energia acima de 1000 megawatts, estão sendo testados. Estes também são considerados para uso potencial como armas contra seres humanos.

Um recente relato derivado do programa de testagem do Departamento de Pesquisa de Microonda do Instituto de Pesquisa do Exército Walter Reed afirma, “A energia de microondas no alcance de 1 a 5 GHz, um importante alcance militar, penetra todos os sistemas de órgãos do corpo e assim põe em risco todos os sistemas.” Os efeitos sobre o sistema nervoso central são considerados muito importantes. O programa de testagem, que começou em 1986, foi dividido em quatro partes:
(1) efeitos imediatos de debilitação;
(2) efeitos imediatos de estimulação por meio auditivo;
(3) efeitos de interferência/parada de trabalho; e
(4) efeitos no estimulo do comportamento controlado.

O relato continua para afirmar, “Os pulsos de microondas parecem se acoplar ao sistema nervoso central e produzir um estímulo similar ao estímulo elétrico não relacionado ao calor”. Parece que o HPM é capaz de alterar o comportamento do mesmo modo da estimulação elétrica de Delgado.

A produção de alteração cognitiva e comportamental pela HPM [microonda pulsada de alta energia] é um efeito “de marreta” em comparação as sutis alterações produzidas pelos campos ELF [frequência extra baixa]. Segundo uma revisão de biotecnologia de 1982 da Força Aérea dos EUA, ELF tem um certo número de potenciais usos militares, inclusive “lidar com grupos terroristas, controle de multidão, controle de falhas na segurança de instalações militares e técnicas anti-pessoal na guerra tática”. O mesmo relato afirma, “Sistemas eletromagnéticos podem ser usados para produzir de media a severa interrupção psicológica ou interrupção da percepção ou desorientação. Elas são silenciosas, e as contra medidas para elas podem ser difíceis de serem desenvolvidas”.

PS: Ouvi da nossa estação de transmissão que os Laboratórios Nacionais de Los Alamos disseram que podiam fazer armas eletromagnéticas para colocar em estado de choque ou matar pessoas. Também que FEMA tinha um plano de lei marcial, e muitos helicóteros negros sem marcas que tem sido vistos especialmente no Colorado etc.

Descobri estas referências em “Cross Currents”:

Tyler, Paul E: “O Espectro Eletromagnético no Conflito de Baixa Intensidade”. No Conflito de Baixa Intensidade e Tecnologia Moderna, editado pelo Tenente Coronel David J. Dean, da Força Aérea dos EUA, Centro de Doutrina Aeroespacial, Pesquisa e Educação, Base da Força Aérea de Maxwell , Ala.: Air University Press, 1986. Este artigo discute o uso direto de campos eletromagnéticos contra pessoal.

“Departamento de Pesquisa de Microondas Walter Reed: Sua História e Missão [Parte I de duas partes].” Na Newsletter da Sociedade de Bioeletromagnática, jan/fev 1989. Discute a microonda e a energia pulsada na medida em que isto se relaciona ao uso anti-pessoal. A Sociedade de Bioeletromagnética tem fortes links com a Instituição militar e é considerada uma fonte de autoridade.

Steneck, Nicholas H. O Debate das Miroondas. Cambridge, Mass.: MIT Press, 1984. História da Teconologia Militar de Microondas. Detalhes de projetos secretos apresentando riscos de radiação.

Implantes Militares e Teconologia de Microondas – depoimento de fonte desconhecida

Há atualmente um sistema eletrônico de controle mental extremamente eficaz e muito difícil de detectar. Isto está definitivamente sendo usado ao menos em uma pessoa na Califórnia e provavelmente em muitas mais na América. É mais provável que esteja sendo usado por membros do governo dos EUA [CIA, Departamento de Defesa, NSA], os Iluminattis, a Fraternidade, ou a secreta “Sociedade Grega”. Essencialmente, os grupos acima se entrelaçam e são vistos como ‘A Organização”. Eles são especialistas em sigilo, acobertamento, terrorismo e controle mental. Eles se vêem como “iluminados”. Eles são essencialmente criminosos organizados que cometem maciços abusos, terrorismo, tortura, controle mental, escravidão e assassinato.

Suas técnicas mais comuns são usar a modificação do comportamento e a hipnose em uma pessoa sob o gás éter ou outro anestésico geral. Isto faz com que a pessoa esteja extremamente sob controle mental quando lhe é dado um sinal pós hipnótico auditivo ou visual. Eles chamam a esta criação um “escravo” ou coloca-lo em um “sono grego”. Porque as técnicas e as drogas fazem com que a pessoa tenha uma amnésia completa para os comportamentos que foram instruídas a executarem enquanto em transe hipnótico. Então os membros da Organização financeiramente, mentalmente, fisicamente e sexualmente abusam da vítima ou “escravo”. Se a pessoa começa a recordar o condicionamento ou os abusos, lhe é dito que foi “apenas um sonho” ou “você está maluco”, isto não aconteceu. Frequentemente a vítima também recebe drogas bloqueadoras da memória e choques elétricos na cabeça para apagar as memórias.

A Organização usa extensamente as técnicas acima. Infelizmente, várias técnicas extremamente avançadas e sofisticadas tem sido desenvolvidas e utilizadas por vários anos:

1. Uma pessoa é colocada sob anestesia geral em um local cirúrgico. Isto geralmente é feito a noite, enquanto a vítima está dormindo. O gás éter é injetado no quarto da pessoa e a vítima é drogada e levada embora. Esta sedação involuntária e também como outros condicionamentos, tortura e abusos, são frequentemente realizados. Alternadamente, apenas é dito a vítima mentiras sobre a necessidade de uma cirurgia.

2. Uma incisão é feita exatamente atrás da orelha ou dentro do canal auditivo com técnicas de cirurgia plástica. Quando curado, parece uma dobra na pele. O procedimento completo é frequentemente realizado sem que a pessoa o perceba;

3. Incrivelmente, uma placa de eletrodo miniaturizada é inserida sob o crânio e perto do cérebro próximo da área pré-fala do cérebro. Ela tem sensores de microchips extremamente poderosos e pequenos, bateria e transmissor.

4. Os sensores-transmissores, que é uma micro-tecnologia do eletroencefalograma, lêem as ondas cerebrais e transmitem um sinal digital. O sinal é extraordinariamente forte para um aparelho tão pequeno. O sinal pode viajar várias milhas. Ele é captado por um receptor de retransmissão e transmitido a um computador onde instantaneamente o software lê os digitos e os convertem em linguagem. Tudo isto é feito na velocidade das ondas de rádio, ou na velocidade da luz.

5. Efetivamente, uma pessoa com implante involuntário tem cada pensamento lido sem saber disso. Parece ficção cientifica ou paranóia, não é? Mas isto não é ficção científica e não é produto de uma psicose. É absolutamente verdadeiro. A tecnologia é esta avançada, e a organização criminosa é que é psicopática. A Organização confia que isto pareça tão bizarro e odioso que ninguém acredite nisto. Qualquer um que revele seus métodos diabólicos é facilmente desacreditado, aterrorizado, controlado mentalmente ou assassinado pela Organização.

6. Acompanhando esta “leitura de pensamento” acima descrita, as técnicas são também de técnicas de “inserção de pensamentos”. O som subliminar de frequência muito baixa tem sido usado a anos para “inserir” idéias na mente de uma pessoa. Basicamente, os sons subliminares de frequência muito baixa são percebidos pela pessoa como seus próprios pensamentos. Isto contorna o sistema auditivo normal, mas o conteúdo das palavras é percebido. Porque isto é tão sutil, se a transmissão é feita na linguagem de primeira pessoa, uma pesoa desprevinida acha impossível descriminar a transmissão subliminar de seus próprios pensamentos.

Uma desvantagem da técnica de sons subliminares de frequência muito baixa é que outros na área também experimentam a mesma transisssão. Algumas vezes, as pessoas tem pensamentos simultâneos em uma situação, e isto pode refletir que alguém na área esteja usando a técnica de sons subliminares de frequência muito baixa.

7. Uma transmissão de som de controle mental é agora acompanhada por uma incrível técnica de rádio transmissão. Eles fazem uso de outra técnica cirúrgica para esta “inserção de pensamento”. A cirurgia plástica é usada para inserir um microchip receptor-transmissor sob a pele perto do tambor auditivo. Essencialmente, um é colocado perto de cada tambor auditivo, e por trás dos canais auditivos e assim não serão detectados. Uma transmissão de volume muito baixo é usada para que a pessoa não a perceba como som, mas como seus próprios pensamentos. Efetivamente, uma pessoa com implantes involuntários tem pensamentos inseridos sem saber disto.

8. Resumindo, há duas técnicas avançadas básicas:
1.) implante de leitura de pensamento.
2.) implante que insere pensamentos.

Juntamente com as técnicas padrão de controle mental há uma tecnologia completa e grave de escravidão humana. As cirurgias são feitas sob anestésicos gerais que frequentemente incluem tempo para que a incisão cicatrize. É dito a pessoa que ela teve uma gripe severa ou qualquer outra doença para justificar o tempo da inconsciência. Alternativamente, simplesmente mentem a vítima sobre a cirurgia. A vítima não sabe que tem implantes que lêem pensamentos ou os inserem eletronicamente. A pessoa nem mesmo sabe que tem implantes.

9. A maioria das pessoas não está familiarizada com os métodos da Organização e acham difícil acreditar nos fatos supramencionados. Tenho descoberto que muitas pessoas com quem tenho conversado e discutido os assuntos acima também são vítimas de terrorismo básico ou controle mental. Parte do processo do controle mental é condicionar tão fortemente as pessoas com a idéia que elas são psicóticas ou estão em perigo de pensar que estas coisas acontecem.

Há bombeiros, policiais, advogados, médicos, engenheiros, clérigos, professores, jornalistas e outros membros de comunidades que conspiram para cometerem atrocidades. Vítimas que de nada suspeitam são mantidas indefesas. A Organização não tem consciência e os atos dela são tão maus que é até mesmo difícil acreditar. Eles são muito sigilosos, bem organizados e tem a mais recente tecnologia. Os membros da Organização são extremamente profissionais na mentira, engano, despersonalização e controle mental.

Deus é minha testemunha, estou lhe dando a minha palavra que o descrito acima é verdade, até onde pude apurar.

Nome e endereço retirados

[Estamos tão impressionados com a narrativa de Mr….. – que telefonamos para a Califórnia e tivemos uma longa connversa com ele. Ele disse que como psicólogo, trabalhava com pessoas a beira ou já apresentando problemas emocionais relacionados aos ses empregos ou obrigações de trabalho. Sentimos que este homem é muito inteligente e sincero em seus esforços de educar o público sobre esta tecnologia e seu uso no público desavisado. O que você leu é apenas uma pequena porção do que temos reunido com a ajuda de Glenda Stocks sobre esta abordagem diabólica para escravizar a humanidade.]

Os Raios da Morte na Vida Real

de Joe Vialls

[O artigo seguinte é retirado da revista New Dawn – uma revista que expõe o consenso da realidade e pubica a informação suprimida. publicação 6; a subscrição por US$30 pode ser obtida de: GPO Box 3126FF, Melbourne, 3001, AUSTRALIA.]

Há uma evidência circunstancial muito forte que sugere que novas armas psicotrônicas tem sido desenvolvidas para “controlar” inocentes cidadãos sem o conhecimento ou o consentimento deles, com a pesquisa mostrando que os EUA lideram este campo. Tal armamento já existe em Pine Gap e Nurrungar e, se assim for, pretende ser usado contra os australianos exercendo seu direito democrático de protestar pacificamente?

A pesquisa no uso de ondas eletromagnéticas como armas potenciais para distorcer a percepção humana e/ou causar direto dano psicofisiológico começou pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial. Embora os oficiais da inteligência americana afirmassem que os soviéticos tinham a mão dominante neste campo, é significativo que os soviéticos tenham proposto o banimento total da guerra eletromagnética em uma das conversas sobre guerras. O equipamento já havia sido testado nos EUA em ratos a curto alcance, com sucesso induzindo náuseas, tumores e outros sintomas. Palestras fechadas em várias instituições de defesa dos EUA já tem discutido efeitos de frequências específicas que tem sido anotados na agenda para uso em situações operacionais. Em outras palavras, os americanos já sabiam exatamente que frequência aplicar para obter uma precisa reação dentro das áreas alvo do cérebro humano. Os EUA tem um problema com a testagem a nível humano. Tem sido afirmado claramente que a Casa Branca claramente recusou a solicitação da testagem em sujeitos humanos. Mas há afirmações contrárias que sustentam que a Casa Branca aprovou uma tal testagem, mas apenas em prisioneiros e não americanos.

Como Funcionam as Armas Psicotrônicas

Pela década de 1960, a pesquisa de armas tinha se partido em dois campos distintamente diferentes. O primeiro destes campos envolveu a operação de armas em frequências no mesmo nível da atividade elétrica do cérebro humano de 14 Hertz (ou 14 ciclos nos velhos valores). Estas eram e ainda são chamadas de ELF, frequência extraordinariamente baixa. O projeto era destinado a induzir doença ao desordenar os padrões elétricos em áreas específicas do cérebro, resultando em náusea, desfalecimento, ataque de pânico e possível inconsciência a curto alcance; depressão e outros sintomas a longo alcance. A ambição era identificar que precisa frequência era necessária para cada reação individual humana. Sob o governo Reagan, sob o projeto super secreto “Sleeping Beauty”, o Dr. Michael Persinger, neurologista chefe no Laboratório de Fisiologia Ambiental da Universidade Laurentian em Ontario, estava sendo discretamente custeado para encontrar as respostas. Usando o que são chamados de campos de baixa intensidade variáveis com o tempo em um alcance de frequêcia extremamente baixa de 1 a 10 hertz, Persinger foi consistemtemente capaz de manter doentes os ratos em uma gaiola. O campo ELF que ele gerou tem estimulado as células cerebrais MAST produtoras de histamina e induzindo uma náusea instantânea.

A pesquisa específica de armas ELF foi continuada pela Dra. Elizabeth Rauscher, uma física nuclear e chefe do Laboratório de Pesquisa Técnica em San Leandro, Califórnia. Rauscher já tinha identificado efeitos específicos de frequência para induzir não apenas náusea, mas também a sensação de felicidade, por exemplo. Claramente, Dra. Rauscher era uma entusiasta: “Dê-me dinheiro e três meses’, ela se gabava, “e eu serei capaz de afetar o comportamento de 80% das pessoas nesta cidade sem o conhecimento delas. Faze-las felizes ou ao menos pensarem que são felizes. Ou agressivas.”

Muito mais tarde, em março de 1984, o Capitão Paul Tyler, um médico da marinha americana responsável por toda a pesquisa sobre os efeitos da radiação em humanos, apresentou um trabalho no Centro para Doutrina Aeroespacial da Universidade Aérea. Tyler confirmou que “específicos efeitos biológicos podem ser alcançados” com campos eletromagnéticos. Ele deixou muito claro que os campos necessários já tinham sido identificados para uso operacional. Aparentemente, a maciça geração de energia necessária para a transmissão ELF ainda é um problema. Até onde se saiba, o “subterrâneo” dos EUA não está ciente de qualquer incidente comprovado onde ELF tenha sido usada contra o público em geral de maneira hostil. Existem de fato exemplos [de ambos os lados] onde transmissores maciços tem estado bombardeando áreas específicas dos EUA e da União Soviética por décadas. Estas áreas são tão grandes que se existem dados sobre efeitos a longo prazo, o “subterrâneo” não sabe acessa-los.

Persistem rumores não consubstanciados que o caça bombardeiro americano “stealth” F117A pode ser equipado com armamento ELF dentro de sua baia interna de bombas. Se este equipamento foi ou não utilizado contra alvos específicos no Iraque durante os ataques americanos, é desconhecido. Deve ser lembrado que as ondas ELF são invasivas. Diferentemente de EHF, que reflete as superfícies duras, ELF pode e deve penetrar substâncias extremamente densas, inclusive concreto reforçado. As medidas defensivas permanecem desconhecidas a nível geral conra este tipo de radiação, embora, presumidamene o chumbo (Pb) agiria como uma barreira eficaz .

O outro campo de pesquisa de armas diz respeito aquelas armas que operam em frequências micro ou milimétricas e também são chamadas de “Tecnologia de Microonda de Barreira de Guerra”. Tais armas operam no fim oposto dos comprimentos de ondas eletromagnéticas ELF, isto é, em Frequências Extraordinariamente Altas [EHF]. As microondas geralmente são usadas em conjuntos de radares e fornos de microondas, por exemplo. A principal vantagem da EHF sobre a ELF reside no fato de que suas transmissões são em linha direta e assim podem ser irradiadas com facilidade para áreas pequenas ou pequeninas. ELF, em comparação, tende a se espalhar amplamente.

As microondas são geradas por um aparelho chamado “Magnetron” no qual os elétrons, gerados por um catodo aquecido, são movidos para combinar a força de um campo magnético e elétrico. O catodo é um cilindro vazio com a parte externa recoberta de bário e emissores de óxido de estrôncio. Arranjado concentricamente ao redor da parte externa do catodo está um grande anodo cilindrico que contém um grande número de cavidades ressonantes, normalmente de um quarto de comprimento de onda, na superfície interna. Quando ligado, o magnetrom gera um campo elétrico radialmente entre o anodo e o catodo, enquanto que o campo magnético é coaxial ao catodo. O coinjunto completo então é lacrado dentro de um envelope de vácuo. O máximo output de energia é limitado pelo tamanho do magnetrom individual, mas a pesquisa indica que o maior pode gerar uma corrente de pulsos de microondas que podem ser focalizados do mesmo modo que as lentes de uma câmera – de ângulo ultra amplo a telefoto – criando a área ou capacidade de detalhar exatamente. Felizmente o magnetrom não é um aparelho pequeno. Fontes informadas indicam que um magnetrom portátil poderoso o bastante para prejudicar um grande grupo de demonstradores, por exemplo, requeriria um espaço igual a de um pequeno caminhão.

Quantidade de Danos

Walter Bowart, autor americano de “Operação Controle Mental”, afirma que por 1989, ao menos um grupo de demonstradoras femininas britânicas haviam sido expostas a Barreira de Guerra da variedade da tecnologia EHF. A afirmação de Bowart se alinha com a aprovação encoberta da Casa Branca para testagem em cidadãos não americanos. A afirmação dele ganhou credibilidade posterior pelos selvagens experimentos de controle mental custados pela CIA, e realizados pelo nótorio psiquiatra Ewen Cameron em canadenses em Montreal – mais uma vez em não americanos, e portanto, descartáveis. Os sintomas específicos apresentados pelas mulheres, que estavam demonstrando em comparação as armas nucleares americanas ou os resíduos na Grã Bretanha, foram os seguintes:

1. Anomalias nos ciclos menstruais;
2. Abortos expontâneos;
3. Outros problemas feneminos não especificados;
4. Queima da retina;
5. problemas do ouvido interno;
6. Rápido crescimento de tumores.

Ao tempo os demonstradores foram acampados por um longo período de tempo em tendas, indicativo do baixo nível do ângulo do bombardeio, destinado a produzir um severo desconforto a longo prazo, muito mais que um agudo desconforto ou morte a curto prazo.

Detetando as Armas

Infelizmente para as mulhers britânicas, nenhum aparelho estava disponível no mercado aberto para detectar qualquer forma de bombardeio psicotrônico. Na Austrália, tais aparelhos estão disponíveis por meio de Dick Smith e conhecidos como “Detectores de Vazamentos de Microondas”, e custam 23,95 dólares australianos. Eles foram originalmente projetados para serem usados ao redor do selo de borracha dos fornos de microondas para detectarem vazamentos potencialmente perigosos. Se um vazamento era encontrado, então o selo de borracha devia ser trocado imediatamente. O detector de vazamento de microondas é direcional e capaz de captar o output psicotrônico das microondas tão baixo quanto 1 milliwatt por centímetro quadrado. Em outras palavras, ele é muito sensível. A pesquisa médica nos EUA já tem provado que uma exposição sustentada a vazamentos de baixo nível dos fornos de microondas domésticos podem causar sérios problems aos olhos, inclusive cataratas. A pesquisa foi realizada com um grande grupo de mulheres que tinham sido expostas a um tal vazamento em um escritório plano aberto durante um período de muitos meses. O nível de dano em cada caso foi diretamente proporcional a distância do vazamento.

Defesa Contra a Psicotrônica

No caso das mulheres britânicas, Bowart sugeriu que elas cobrissem as tendas delas com folha metálica padrão para cozinha [papel laminado?]. Elas fizeram isto e os efeitos pararam imediatamente. Em níveis de energia a baixo e médio nível, o raio psicotrônico de microondas pode ser detido da mesma maneira como uma camada de papel laminado colocada sobre a comida no forno de microondas. Refletindo as ondas de volta e evitando que a comida cozinhe. O fato que o cozimento pelas microondas seja por meio da vibração das moléculas na comida até que elas se aqueçam, vai a um longo caminho para explicar os problemas de longo alcance vivenciados pelas demonstradoras britânicas.

O preciso dano neurológico discutido pelas forças armadas dos EUA se referem apenas as transmissões de ondas ELF, nos exatos comprimentos de onda testados. Os efeitos da EHF infelizmente são mais generalizados. Se demonstrados ao longo do perímetro de uma instalação americana, seria sábio ter uma duzia de rolos de folhas laminadas e um detector de microondas disponível, não importa quão tolo possa se sentir ao andar parecendo um robot brilhante prateado. Ao mesmo tempo, esteja ciente que qualquer transmissor de radar dentro da base também ativará o detector de microondas, mas somente se ele estiver em linha com o transmissor aéreo em questão.

Retirado de Orvotron, Newsletter bimensal, Março/Abril de 1994

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://conspireassim.wordpress.com/2008/05/29/tecnologia-de-microondas/trackback/

RSS feed for comments on this post.

9 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Eu li esta reportagem e tenho a dizer que estou sofrendo aplicações de armas psicotrônicas aqui no Brasil, Rio de Janeiro, Tijuca. Gostaria de mais informações a respeito e como posso me livrar de tais aplicações. Sofro, também, invasão de privacidade, tenho meus telefones grampeados, meu computador invadido, escutas telefônicas e acompanhamento via satélite. Onde vou estou sendo observada. Nada fiz para merecer tal tratamento, por isso estou recorrendo a V.Sas. para saber mais a respeito do assunto. Atenciosamente

  2. Aquilo que foi descrito no texto acima está amplamente correto. Não tenho dúvidas pois me coloquei na posição de quem descrevia. Sofro do mesmo problema ondas ELF ou EHF, mas não consigo detectar a origem delas. Preciso de mais informação: como detectar como funcionam essas supostas organizações etc. para poder tirar maiores conclusões a respeito sou de Blumenau SC

  3. Já constatei na prática todas as técnicas de seu artigo. Excelente trabalho!

  4. eu me dispus a ser testado para esta pesquisa,mas se a pessoa não for forte,fica louca,,,estou disposto caso alguem nao se prontifique a conversar comigo rapido.a ir até ultima estancia ,estou altamente descontrolado,ideias que jamais tive de atacar pessoas,,etc,,,acho quem faz algo assim ridiculo,pois se acaso a gente se desiquilibrar acaba fazendo uma besteira…um amigo vive batendo na minha mente que eu nao acredito em jesus,,,acredito sim,mas fui ensinado a acreditar em um DEUS maravilhoso e sei que deu seu filho a ser sacrificado e jesus aceitou porque viu que só assim a humanidade poderia accreditar em algo…vi que tenho energia mental altissima,capaz de atacar alguem ao usar drogas como craque…gostaria de dizer que não critico o ato,,,mas tem ter limites,,,

    at. marcos augusto almeida

  5. tbm sou vitima e sei que é o fim,n temos defesa nem alternativa,estou morrendo lenta e dolorosamente sem chance de defesa e sem ter como comprovar pois essa arma invisivel é covarde e seus utilizadores encobertos,a deus morrerei em breve como louco por n ter como provar os ataques dirigido pro meu cerebro

  6. Controle Físico da Mente.

    As funções cerebrais podem ser monitoradas e alteradas a distância, utilizando-se microondas pulso moduladas em ELF.

    Para saber como funciona e como desligar a tecnologia acesse:
    1. https://sites.google.com/site/controlemental.
    2. http://radarcerebral.blogspot.com.br/2013/11
    3. google: “CNN e Persinger”.
    4. google: “Controle da mente eletrico e magnetico”

    Geralmente essa manipulação é ouvida pelo alvo como sendo Deus, espírito, ataque alienígena, demônios, etc, para encobrir o fato de que é apenas um grupo de pessoas dando pulsos magnéticas ao alvo.

  7. Organização criminosa em Porto Alegre utiliza dispositivo de envio de voz para o crânio humano para torturar pessoas, o equipamento permite a escuta e o monitoramento dos pensamentos e a transmissão de sons da fala para o cérebro da vítima. Os criminosos utilizam uma conexão através de micro – ondas invisível com os cérebros das pessoas, proporcionando o acompanhamento constante e vigilância silenciosa. Eles podem ouvir o que ouvimos, vemos e até mesmo ler nossos pensamentos, vigilância total de qualquer um, em qualquer lugar do país. Esta arma está sendo usada como instrumento de tortura não rastreável e arma não letal. Ao interagir com o cérebro, os operadores podem transmitir sons inexplicáveis, vozes, imagens, cheiros e gostos, e causar numerosas dores e sensações por todo o corpo. Estas incluem a sensação de corrente elétrica e as vibrações zumbido nos ouvidos sensação de clicks intracraniano. As vítimas são submetidas a privação do sono e intensa tortura física e psicológica em uma tentativa de empurrá los ao suicídio ou violência. Exausto desorientado e apenas tentando sobreviver a tortura, as vítimas são extremamente vulneráveis a qualquer coisa. Esse aparelho de perseguição organizada está sendo usado contra cidadãos brasileiros desde a década de 1980 e tem a capacidade de acompanhar, monitorar, assediar e ameaçar pessoas em todo o país. Seus números e enorme alcance sugerem o envolvimento do governo e de financiamento de ricos empresários possivelmente com o aparato de segurança interna com ligações com o crime organizado utilizando táticas semelhantes à nazistas. Milhares de pessoas em todo o mundo são vítimas de perseguição organizada e tortura e tem os seus direitos constitucionais e humanos sob ataque suas carreiras relacionamentos saúde e vidas destruídas atrocidades indescritíveis estão sendo cometidas crimes contra a humanidade tal como definido pelas Nações Unidas.

    Leiam o texto da Dra.Rauni – Leena sobre Implantes de Microchip e Cibernética.
    https : / / sites.google.com / home / controlemental / voz – intracraniana.
    Voice to God technology.
    V2K tecnologia voz para o crânio humano.

    marisanogueira123@yahoo.com.br
    vítima desde 2007

  8. Gang vigilância stalking é uma forma de terrorismo e é utilizado para reduzir a qualidade de vida de uma pessoa, assim o alvo poderá ter um colapso nervoso, tornar se encarcerado institucionalizado a experiência de dor mental emocional ou física constante, tornar se sem teto ou cometer suicídio. Ele é feito usando acusações bem orquestradas, mentiras, rumores investigações falsas enquadramento intimidação ameaças abertas ou veladas vandalismo furto sabotagem e tortura humilhação terror emocional e assédio em geral, é um sistema criminoso destrutivo construído sobre o engano que existe para servir as intenções de alguns que estão conscientes de todo o horror que a vítima é obrigada a aguentar. Esse tipo de crime é realizado por sociedades secretas criminosas, como essa a que me refiro que está agindo no Sul do país utiliza dispositivo de envio de voz para o crânio humano para torturar suas vítimas. Táticas de perseguição quadrilha predatória incluem a vigilância altamente cordenada, os torturadores podem ver e ouvir tudo que vemos e ouvimos e ler a mente, tem a capacidade de acompanhar, monitorar, assediar e ameaçar pessoas em todo o território nacional.

    Como se desliga essa tecnologia? Todos sabemos a complexidade de se construir uma gaiola de faraday, tem que existir outra alternativa.

    Esses ratos se encontram diariamente num determinado endereço onde se revezam para atormentar a vítima, se conseguíssemos dar um flagrante num desses grupos…

  9. Muito bem colocado esse texto, é exatamente o que vem ocorrendo comigo depois que descobri o mal que me acometia, passaram a ameaçar furar meus olhos, como desde o início me privaram sempre que queriam do sono por noites intermináveis até hoje, para deixar exausto e poder molestar desacordado utilizando éter e anestesia usando métodos ambulatoriais disseram e começaram então a mutilar meus olhos através diziam eles de alguma substância que seria colocada enquanto desacordada num algodão embevecido para me cegar, além disso possuo um tipo de objeto na garganta que quando ligado emite suas vozes ou qualquer outro tipo de ruído que queiram impor.
    Nota esses marginais que estão me torturando não passam de uma corja de vagabundos, e fazem isso com as mãos nas costas, imagina aonde vamos parar.

    marisanogueira123@yahoo.com.br


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: