Aliens e UFOs em Porto Rico

Aspectos Importantes da Situação UFO/Alien em Porto Rico

Jorge Martin

PARTE UM

Explosão e terremoto anômalo – Como tudo isto começou

Em 31 de maio de 1987, às 1:55 P.M., os habitantes do sudoeste de Porto Rico foram abalados por um forte tremor e o som de uma alta explosão que parecia vir do subterrâneo. Milheres vivenciaram temerosos o inesperado fenômeno.

A media de imprensa relatou pesadamente sobre o terremoto, e publicou várias narrativas de vizinhos das cidades de Cabo Rojo, Lajas e Mayaguez, afirmando como o solo sacudiu e desceu por momentos enquanto eles ouviam a explosão. Também, as casas e construções na região racharam devido ao abalo.

Originalmente, o epicentro do temor foi localizado pelo Serviço Sismológico de Porto Rico em 81.000 pés profundamente sob a Laguna Cartagena, uma lagoa localizada entre as cidades de Lajas e Cabo Rojo, mas no dia seguinte o relato foi estranhamente mudado, afirmando que o epicentro do tremor e da explosão foi localizado fora do mar a oeste de Porto Rico, no Canal Mona. Esta súbita mudança de dados foi muito suspeita, na medida em que parecia que “alguém” queria desviar a atenção do local da Laguna Cartagena. Porque pensamos isto? As seguintes situações explicarão; junto com o terremoto, outros eventos se desdobraram naquele e nos dias seguintes, que não foram informados ao público, e depois de nos serem revelados durante a nossa investigação da área, deram uma aura mais ampla de mistério à situação.

No dia seguinte ao tremor e a explosão, no domingo, 1o. de junho de 1987, por volta das 10:00 P.M., um objeto voador não identificado enorme foi visto planando sobre a Laguna Cartagena. Muitas testemunhas, residentes em comunidades por todo ao redor do sítio, viram o incrível objeto enquanto ele permeneceu planando imóvel lá no céu noturno, de suas casas nas comunidades de Betances, Maguayo e outras.  Mr. Carlos Mercado, explicou o que ele e outros viram: “eu estava olhando na direção de Sierra Bermeja e a lagoa e muito repentinamente vi duas estrelas muito grandes e brilhantes ou luzes que estavam descendo muito vagarosamente lado a lado. Chamei minha mulher e peguei meus binóculos. As luzes estavam no fim de algo muito grande que parecia como um enorme cano prateado de aparência metálica. Isto era cilíndrico com duas grandes bolas de luz branco-esverdeada de cada lado. Debaixo do objeto estava algo como um luz avermelhada que girava.”

Mrs. Haydeé Alvarez, a esposa de Mercado, que também entrevistamos sobre o incidente, disse: “… elas eram como duas estrelas grandes, do tamanho de uma moeda de meio dólar, unidas por um longo cano metálico com luzes sob ele.”

“Mercado, sua família e vizinhos tem sido testemunhas de muitos incidentes UFO no setor porque eles vivem exatamente em frente de dois principais “pontos quentes” de UFO lá, a já mencionada Laguna Cartagena e a Sierra Bermeja, uma pequena cadeia de montanhas que por anos tem sido um local de muitos incidentes UFO relatados.

Mrs. Rosa Acosta, também uma residente da mesma comunidade, disse que: “Era realmente grande! Eu estava vendo isto a aproximadamente três quilometros de distância e pude ve-lo aproximadamente 6 polegadas de comprimento e distância… Foi incrivel! Esta coisa desceu e planou lá, imóvel sobre a Laguna Cartagena, no ar. Então, aproximadamente 15 minutos depois, ela voou e desapareceu ao sul, atrás de Sierra Bermeja. Isto não é novo aqui.

Estas luzes misteriosas e artefatos tem estado aqui por anos, especialmente naquele lugar. Tem havido ocasiões nas quais estou em minha rede, aqui no terraço, e repentinamente uma luz brilhante está brilhando acima de mim. Quando olho para cima, uma destas coisas, algo em forma de disco, está sobre mim e brilhando uma luz brilhante branca sobre mim. Isto tem acontecido um par de vezes… Porque eles fazem isto, não sei… e porque comigo… imagino sobre isto.”

Carlitos Muñoz, um jovem presente durante as entrevistas, explicou que toda a família dele tinha estado vendo este tipo de objeto por algum tempo: “aproximadamente um ano atrás [1986], uma noite, todos nós em casa vimos uma enorme plataforma, algo que desceu do céu e permaneceu sem movimento lá, sobre a Laguna Cartagena. Ele tinha luzes muito brilhantes amarelas e verdes, e muitos objetos luminosos menores estavam saindo da parte de baixo da plataforma e voando em diferentes direções. Eles continuaram indo e vindo daquela coisa. Depois de alguns minutos os objetos menores entraram no maior e este voou e desapareceu no céu. Isto acontece regularmente… e sempre sobre Sierra Bermeja e a Laguna.”

Muitas pessoas chamaram as estações de rádio locais para relatar o avistamento do enorme UFO sobre a lagoa, mas surpreendentemente, este objeto voltou outras duas noites consecutivas ao local, sempre as dez horas da noite e permanecendo imóvel sobre a lagoa a aproximadamente 500 pés de altitude, por alguns minutos e depois indo embora.

Círculos Enigmáticos e “RAIOS X” Irradiados

Alguns dias depois, movido pelos relatos das testemunhas indicando que os objetos sempre voavam sobre e por trás de Sierra Bermeja, próximo à Laguna Cartagena, fomos ao setor por trás da cadeia de montanhas, o setor de Olivares “e a área de depósito de lixo lá, já na municipalidade de Lajas, e próximo a área de veraneio de La Parguera”, também em Lajas. Enquanto investigávamos lá, fizemos uma descoberta inesperada, várias marcas perfeitamente circulares claramente definidas como se cortadas sobre o terreno que podiam ser claramente vistas em um campo próximo a Sierra Bermeja, em um setor de terra que pertencia a Mr. Fidel Avilés, um proprietário de terras e homem de negócios. Quando medidos, a maioria dos cículos eram de 35 a 40 pés de diâmetro e perfeitamente definidos por uma borda de 3 pés de largura quase que totalmente vazia de grama, na qual o solo parecia ter sido cozido por um grande calor e se tornado mais duro do que o solo fora da borda ao redor dele. Somente o solo dentro da borda parecia estar afetado, diferente. A pequena quantidade de grama ainda na área da borda estava totalmente seca e morta.

Quando perguntados, todos os vizinhos ficaram surpresos ao verem os círculos, que eles não haviam percebido antes. Os círculos pareciam ter se formado lá da noite para o dia. Os vizinhos declararam que nada sabiam sobre eles, que geralmente eles vão dormir cedo, assim eles não podiam dizer o que havia acontecido ou o que podia te-los formado, mas todos eles afirmaram que por várias noites, começando na noite depois do chamado “terremoto” e explosão eles tinham visto “… estranhas luzes e um objeto muito grande com muitas luzes coloridas planando no céu e voando sobre a Sierra Bermeja na direção de Cabo Rojo e da Laguna, para o outro lado da Sierra.” As descrições dos objetos vistos por eles eram similares aquelas dadas pelas testemunhas do outro lado da Serra, em direção às comunidades de Betances e Maguayo.

Mr. Roosevelt Acosta, seu irmão Heriberto e outros parentes que vivem no setor de Olivares todos atestaram isto, também indicando que em algumas ocasiões os vizinhos lá, bem como eles próprios, tinham visto estranhos seres pequenos que pareciam ter um leve brilho em seus corpos e que desapareciam muito rápido seja como fosse que fossem abordados pelas testemunhas.

Em uma ocasião Mrs. Dolín Acosta, uma outra residente do setor de Olivares, estava na varanda da casa dela e um raio brilhante de luz veio subitamente de cima e a engolfou. “Era uma luz muito brilhante – ela disse – e estava vindo de cima do teto da varanda. Havia um buraco no teto e eu estava olhando… Havia uma coisa lá em cima… algo como uma grande bola de luz e um raio de luz brilhante estava saindo dela e me iluminando. Quando olhei para mim… não pude acreditar! Eu pude ver meus ossos! Era como se eu olhasse para uma placa de raios X! Pude ver os ossos em meus dedos, em meus braços, meu corpo e meus pés! Este objeto estava lá em cima e pude ouvir um som suave saindo disto, algo como ar ejetado dele em intervalos, como pssss…pssss…pssss”. Ele então saiu, mas por uns minutos eu ainda pude ver assim. Minha irmã Eunice veio do quarto dela para ver o que estava causando a luz brilhante e nós duas pudemos ver dentro de nossos corpos, nossos ossos. Quando olhei para ela, ela não tinha olhos; pude claramente ver seus buracos oculares vazios, e ela viu a mesma coisa em mim. Depois de uns cinco minutos voltamos ao normal” Não foram sentidos efeitos posteriores por Dolín e sua irmã.

Mas vamos voltar aos círculos. Mr. Fidel Avilés, proprietário da terra onde eles apareceram, declarou: “Vivo aqui por cinquenta anos e nunca vi algo como isto. Estes círculos apareceram lá da noite para o dia depois da explosão e do tremor.”

Avilés tem uma pequena loja de alimentos lá em Olivares, e outros três círculos tem aparecido por trás da loja na manhã em que o entevistamos. Seu filho, Fillo Avilés, que trabalha na loja, explicou que nesta mesma manhã um jovem homem, muito nervoso, tinha vindo a loja e explicado que ele e outros estavam acampando com um grupo de amigos mais longe na estrada e foram para um passeio em sua motocicleta por volta das 3:00 A.M. Quando ele passou na frente da loja, ele viu que havia três estranhos objetos luminosos planando próximo ao solo por trás da loja. Segundo o que o jovem homem disse a Fillo, as coisas luminosas que ele viu eram “… redondas, sem som, e pareciam discos de cabeça para baixo, com uma luz brilhante amarelada se emanando deles”. Ele ficou assustado e deixou o lugar de uma vez.

Sobre os círculos que foram encontrados, primeiro havia oito círculos; dois dias depois havia doze deles. Intrigados, falamos sobre isto com os nossos amigos capitão Luis Irizarry, um certificado piloto de linha comercial com muitos anos de experiência e Julio César Rivera, um estudante de vôo. Eles concordaram em nos levar no avião de Irizarry para sobrevoar a área e tirar algumas fotos. Quando eles fizeram isto, ficaram surpresos com o que viram: havia 38 destes círculos lá no terreno! Eles pareciam totalmente simétricos e pareciam estar em pares. Alguns dias depois tomamos algumas amostras do solo nos círculos e as enviamos ao Programa da Divisão da Extensão Agrícola em Mayaguez, uma maior cidade perto de Cabo Rojo, em ordem de verificar se um tipo de cogumelo que encontramos no local poderia ter formado os círculos, mas foi confirmado pelo citologista do programa que o tipo de fungo envolvido não poderia te-los causado. Também, as amostras de terra mostraram que o Ph no solo havia mudado, mas apenas na área da borda. As outras amostras tiradas de dentro e de fora dos círculos eram totalmente normais. Mas havia outras coisas estranhas relativas ao chamado “terremoto”. Vamos ve-las.

Fumaça Azul Cobalto e Homens Misteriosos na Laguna Cartagena

Encontamos mais ângulos estranhos do que aconteceu antes, durante e depois do tremor de 31 de maio de 1987. Vários vizinhos do setor de Maguayo, perto de Laguna, afirmaram que na noite anterior a explosão e tremor eles tinham visto uma estranha grande bola vermelha de fogo que voava e fez várias voltas sobre a Laguna e então desceu de um modo controlado e vagaroso enquanto fazia um som de zumbido e desapareceu vagarosamente nas águas da Laguna Cartagena.

As 2:00 A.M., muitos residentes de Maguayo foram despertados por uma luz branca muito forte e muito brilhante que estava atravessando todas as janelas e aberturas nas casas deles. Curiosos, os vizinhos olharam para fora e ficaram surpresos pela vista de uma enorme nave tipo de disco voador que estava planando baixo sobre a lagoa, como se procurasse algo lá. Segundo todos eles, a nave estava coberta por uma brilhante luz branca e estava circulando na área muito vagarosamente. Depois de aproximadamente dois minutos, a nave foi embora, desaparecendo muito rapidamente no céu. No dia  seguinte, às 1:55 p.m. o tremor e a explosão ocorreram. Devemos nos lembrar que o epicentro do tremor e da explosão foi originalmente indicado pelas autoridades a 81.000 pés de profundidade sob a Laguna Cartagena… Um objeto não identificado foi visto entrando na lagoa, um outro objeto não identificado foi visto mais tarde naquela noite circulando e planando sobre a lagoa como se procurasse algo lá… e no dia seguinte uma explosão que as rochas de toda a região sentiram… ter se originado na Laguna Cartagena. O que realmente aconteceu neste lugar?

Depois deste incidente, muitos caças a jato, helicópteros e grandes aviões radar tipo AWACs estavam sendo vistos constantemente voando baixo e circulando acima da lagoa como se procurassem por algo lá, e os pescadores e vizinhos continuaram a relatar verem UFOs indo e vindo do mar, na linha costeira, bem como planando sobre a Sierra Bermeja e a Laguna Cartagena.

Várias rachaduras na terra apareceram depois de explosão, em diferentes lugares de Lajas e Cabo Rojo, e  muitas testemunhas afirmaram que uma fumaça de cor brilhante azul cobalto saiu com força destas rachaduras. Mr. Pedro Asencio Vargas, residente no setor “La 22”, de Llanos Tuna, Cabo Rojo, e que é um professor, afirmou que isto aconteceu na casa dele: “vi claramente, algumas rachaduras apareceram no solo de meu pátio e esta fumaça azul veio delas com força. Isto assustou a mim e a minha família. Temi que pudesse ser um vulcão se formando em minha terra. Algumas pessoas da Faculdade de Artes Mecânicas e Agrícolas de Mayaguez [parte do complexo da Universidade de Porto Rico especializado em engenharia e técnicas agrícolas] vieram examinar o que aconteceu, mas estranhamente, eles se recusaram a tirar amostras dos resíduos da fumaça azul e do pó que permaneceu em algumas plantas e no solo. Isto foi estranho, porque eles disseram que estavam investigando o que aconteceu… Então, porque eles se recusariam a tirar as amostras e analisa-las? Ainda não entendo o comportamento deles”.

Mas esta fumaça brilhante azul cobalto também saiu da Laguna Cartagena, segundo várias testemunhas. Mr. Carlos [Carlencho] Medina, junto com outros residentes da comunidade Maguayo, afirmou que depois da explosão lá houve uma brilhante fumaça azul cobalto saindo da lagoa [a fumaça azul cobalto não tem nada a ver com vulcanismo ou atividade sísmico-geológica], a lagoa foi cercada por um pessoal estranho e não identificado. Este pessoal era composto por alguns homens vestidos em uniformes  militares de camuflagem com suas etiquetas de identificação cobertas com fita adesiva, outros vestidos como civis em roupas comuns ou ternos elegantes, mas com botas de borracha acima dos joelhos, e ainda outros estavam vestidos de branco da cabeça aos pés com roupas de tipo anti-contaminação. Os homens vestidos com roupas anti-contaminação tinham espessas luvas cinza escuro e botas e estavam tirando amostras em enormes  frascos translúcidos da água da lagoa, lama e solo, bem como das plantas lá. Segundo as testemunhas, eles tinham algum tipo de “radio” que estavam usando para examinar algo na água, suas descrições dos ‘radios” nos lembraram os contadores de radiação.

Os militares e os homens de terno evitavam que alguém chegasse ao local dizendo que pessoal especial estava lá…. “… para investigar seja o que for que tenha acontecido lá” e que ninguém podia entrar na área. Medina e outros explicaram que no segundo dia um helicóptero militar verde escuro sem identificação foi trazido a área e uma grande bola metálica com algo que se parecia equipamento eletrônico nela foi abaixada na água e anexada a uma linha metálica muito longa que estava ligada ao helicóptero. O pessoal parecia procurar algo. As testemunhas também notaram que havia um número de vans de cor bege e veículos tipos Bronco com pequenas antenas de tipo parabólica girando no topo deles.

Mrs. Zulma Ramírez de Perez, que era, naquele tempo, uma das proprietárias, juntamente com a família dela, de parte da terra onde está localizada a Laguna Cartagena, foi ao local com a irmã dela para ver o que tinha acontecido porque elas tinham visto a fumaça brilhante azul saindo da lagoa em uma área onde há água [a mesma área onde foram Carlos Medina e outros]. Vários homens americanos vestidos em ternos escuros com uma etiqueta vermelha triangular no lado direito, algum tipo de agente americano, segundo as senhoras, as abordaram e ordenaram que elas deixassem o local de uma vez. Elas explicaram que a terra era delas e os agentes responderam que eles não se importavam, que elas teriam que sair de qualquer modo, e disseram que estavam tentando descobrir o que havia acontecido lá. Mas não foi oficialmente informado pelas autoridades que um tremor acontecera lá… ou não foi isto? Estes homens eram altos, caucasianos, louros e vestidos em ternos de boa aparência mas usavam o que já foi descrito como botas pretas de borracha. Eles também tinham maletas prateadas metálicas com eles, segundo as duas irmãs.

A este ponto Mrs. Ramírez disse algo muito importante, ela afirmou que a família inteira dela tinha estado vendo naves como disco voadores entrando e saindo das águas da Laguna Cartagena desde o ano de 1956. “De início elas eram muitos brilhantes e luminosas – ela disse -, e na medida em que elas vinham você podia definir mais claramente a forma delas. Elas eram em forma de disco, prateadas, metálicas, com domos translúcidos no topo e elas tinham muitas luzes maravilhosamente coloridas por volta delas. Elas faziam um som de soprar forte e rápido [como o vento]. Você pode ver pessoas, figuras dentro dos domos, porque em algumas ocasiões quando eles vem, gritamos para eles e eles param no ar em frente a nós. Tentamos relatar estas coisas que estamos vendo para a media, mas niguém presta atenção em nós e então, apenas deixamos como está.

“De fato, meu irmão Quintín, já falecido, em uma noite de 1964, gritou para eles que queria conhecer como eles eram para ver se realmente eram do espaço externo, como dizem as pessoas, e naquela mesma noite ele teve um encontro com eles. Ele foi se deitar e subitamente sentiu uma necessidade de ir à lagoa. Ele se vestiu, pegou seu jipe e dirigiu na direção da estrada de terra “Las Guanábanas”, para trás da lagoa. Saindo do jipe ele viu duas figuras se aproximando dele da lagoa. Eles eram homens brancos e altos, de aproximadamente entre 1.85 e 2.10 metros de altura. Eram homens de longos cabelos louros  e vestiam uma roupa prateada de uma única peça. Eles eram muito bonitos e delicados, quase de aparência feminina, ele disse.  Ele estava tão nervoso, que pediu que eles não se aproximassem mais. Eles sorriram docemente para ele e voltaram para a lagoa. Ele fugiu do local e na manhã seguinte explicou tudo para nós. Ele ficou muito desapontado porque não acreditamos nele. Depois disso, ele nunca mais disse nada para nós. Sabemos que ele teve outros encontros com estes seres porque algumas noites ele desaparecia na lagoa e não falava sobre o que estava fazendo lá a noite toda. Mas sabíamos que ele estava com “os amigos dele”, como ele costumava chama-los. Fico muito triste de agora ele já estar morto porque eu sei que ele ficaria feliz de ouvir todas as coisas que as pessoas estão dizendo sobre a lagoa e os aliens lá, porque isto sustenta tudo que ele disse.”

No dia seguinte à explosão e tremor, um helicóptero militar verde sem identificação pousou no topo de uma das montanhas de Sierra Bermeja, exatamente atrás da residência de Mr. Milton Velez. Velez, sua esposa e filhos todos viram vários homens vestidos em uniformes verdes millitares e botas usando boinas negras sairem do helicóptero e iniciarem a escanear o solo por toda a montanha com instrumentos que pareceram a Milton detectores de metal. “Eles pareciam para mim com as pessoas das forças especiais – declarou Velez-, eles estavam procurando algo lá em cima. Depois de aproximadamente uma hora, eles voltaram para o helicóptero sem qualquer explicação”. Em dias mais recentes Velez, sua família e vizinhos tem visto luminosos discos voadores que descem do céu de noite e permanecem imóveis perto de um  pequeno dirigível de radar instalado lá pelo governo. Depois de alguns minutos, os UFOs vão embora muito rapidamente. Isto tem se tornado um evento comum lá. Mais sobre este pequeno dirigivel de radar ligado a situação será discutida mais a frente neste relato.

Luzes da Terra?

Devido aos muitos avistamentos de objetos luminosos e repetidas explosões na área, as autoridades, isto por meio de explicações oficiais dadas por sismologistas, afirmaram que todos os avistamentos eram devidos a energias da terra liberadas para a atmosfera sobre estas áreas de falhas geológicas profundas subterraneamente. Segundo eles, a fricção nestas falhas produzia as luzes, desmentindo os avistamentos UFOs como erros de identificação por testemunhas incautas.

A situação real era que muitos dos avistamentos tinham a ver com objetos metálicos e definitivamente sólidos que voavam sobre as áreas de modo inteligentemente controlado. A maioria dos UFOs era em forma de disco ou de charuto. Outros foram descritos como bolas de luz ou bolas que também voavam de maneira controlada.

Mr. Luis Bonet, da cidade de Hormigueros, aproximadamente a 20 milhas de distância de Cabo Rojo, intrigado pelos incidentes na Laguna Cartagena, visitou o local tarde de noite para ver se ele podia ver algo estranho lá. Ao invés, ele vivenciou isto: “Depois da explosão, alguns dias mais tarde, eu fui lá para ver o que estava acontecendo. Estava andando na escuridão e repentinamente alguém me tocou nas costas. Isto me assustou e eu dei um grito. Seja o que fosse, ele respondeu em inglês e me perguntou quem eu era e o que estava fazendo lá, que eu tinha que sair de uma vez ou teria problemas. Eu disse a ele, um homem americano louro vestido em um bom terno negro e gravata, que eu estava investigando o que acontecera lá e ele me ordenou sair do local afirmando que eles [fossem eles quem fossem] estavam investigando se o que havia acontecido lá era algo natural ou algo mais. Eu não queria problemas e então fui embora.”

Dois policiais, um helicóptero negro e ‘agentes federais’

Também é a primeira vez que estamos revelando isso; entrevistamos um policial que estava na lagoa com um outro colega policial uns poucos dias antes da explosão. Algo aconteceu lá que eles nunca esquecerão.

Segundo o policial, eles tinham ido a lagoa para pescar, e repentinamente seu amigo e colega policial viu movimentos estranhos em um aclive de uma das montanhas de Sierra Bermeja e fumaça saindo do solo. Ele subiu a montanha para dar uma olhada e viu vários homens vestidos em roupas de aparência prateada com luvas e botas que estavam examinando algo na área com o que pareciam contadores geiger. Seu amigo o chamou e na medida em que ele subia a montanha ele percebeu alguns outros homens, vestidos similarmente, puxando três grandes rolos de espessos cabos elétricos ou de comunicação recobertos de borracha de várias polegadas de espessura em grandes caminhões negros. Os homens então entraram um dos cabos nas águas da lagoa, especificamente na área livre de grama que cresce na maioria da superfície. [a área onde a maioria doa avistamentos tem ocorrido e de onde Ramirez costumava ver UFOs entrando e saindo]. Os outros caminhões entraram em uma alameda de ranchos de gado lá a direita e dasapareceram de vista.

Naquele momento um helicóptero apareceu não se sabe de onde e alguém ordenou a eles, por meio de um alto falante, que parassem o que estivessem fazendo e saissem da montanha. O policial, cujo nome não revelo por óbvias razões de segurança, explicou que “era um grande helicóptero negro sem identificação. Alguém dentro dele tinha ordenado que parássemos e disse que sabiam que estávamos armados. Como eles sabiam de nossas armas conosco? Ainda não posso entender isto. Talvez eles tivessem algum tipo de equipamento no helicóptero que os capacitasse de saber isto. Nós descemos da montanha e eles pousaram perto de nós, muito rapidamente. Dois homens vestidos em macacões negros e armados pularam do helicóptero e pediram ao meu amigo para chegar mais perto. Eles eram brancos, de cabelos e bigotes escuros e de aparência hispânica. Ele se uniu a eles e voltou muito preocupado com uma aparência desapontada.

“Agora estamos em problemas – ele disse – eles são agentes federais.” Eu disse a ele para não se preocupar e ambos fomos para o helicóptero. Eles perguntaram o que estávamos fazendo e explicamos que éramos policiais fora do horário de trabalho pescando no local”. Eles responderam em um espanhol perfeito com sotaque portoriquenho: “vocês não podem ir lá em cima. Este é um local restrito sob controle do governo federal dos EUA e estamos fazendo um exerimento lá.” Que tipo de experimento, eles nunca disseram [esta declaração dos homens do helicóptero era uma mentira, porque a área não foi “arrendada” para o governo federal dos EUA por um ‘acordo’ entre o governo local portoriquenho e o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA até 6 de agosto de 1989.”].

O policial continuou a explicar: “Eles nos levaram para uma área lá entre duas montanhas na serra e havia uma tenda de acampamento. Um homem branco alto vestido em roupas militares saiu da tenda, ele parecia um oficial americano. Este homem falou a eles e percebemos que ele estava perguntando porque eles haviam nos levado lá. Ele parecia muito preocupado e aborrecido com a nossa presença”.

Depois de falar com o homem militar um dos homens os abordaram e a próxima coisa que se lembram é que estavam deitados com as faces no solo na estrada de terra que sai da Laguna Cartagena para a estrada 101. Nossos policial é o primeiro a reagir e quando ele está se recuperando ele ouviu um homem dizer em perfeito espanhol:  “Hey, eles estão acordando, vamos embora”. Então alguns homens entraram em uma carro e sairam muito rapidamente. Ambos policiais acordaram, mas permaneceram tontos por algum tempo, sentados lá na estrada de terra. Eles deixaram o local e nunca voltaram lá. O amigo do nosso policial permaneceu de certa forma tão perturbado depois da experiência, quemais tarde mudou-se para New York, e ele não tem voltado a Porto Rico.

“Não sei o que aconteceu. Estes homens fizeram algo conosco, porque não posso lembrar o que aconteceu depois que o homem com o oficial militar veio até nós na tenda de acampamento; somente que despertamos na estrada de terra e em um estado tonto. Era como se tivéssemos sido drogados e levados para lá. Agora posso dizer isto. Estou certo que de certa forma eles nos drogaram. Mas porque? Não vimos nada importante … penso… somente estes homens em roupas prateadas com os cabos entrando na água… Quem sabe… talvez isto seja o que eles não queriam que víssemos… e o oficial militar… E então, alguns dias depois a explosão e o terremoto lá… Tudo isto é estanho… muito estranho”, comentou o policial.

PARTE DOIS

Em 4 de março de 1988, as 2:00 P.M., uma outra forte explosão subterrânea foi sentida e ouvida na área de Lajas-Cabo Rojo. O radialista Raymond Stewart, da estação de rádio Super B em Lajas, descreveu a explosão como “incrível!”, afirmando que isto se parecia mais com uma explosão subterrânea do que com um terremoto. Muitas pessoas telefonaram para a estação de rádio para perguntar sobre a situação e também para relatar avistamentos de duas enormes bolas de luz laranja que desceram do céu e planaram sobre a Laguna Cartagena. Os avistamentos foram descartados pelas autoridades locais como observações dos planetas Júpiter e Vênus, não obstante o fato de que ambos os objetos tivessem um luz laranja e fossem observados se movendo no céu por centenas de testemunhas, muitas das quais de diferentes pontos de observação por toda a região. Analisando muitos relatos dados pelas testemunhas, chegamos a conclusão que ambos objetos estavam exatamente sobre a Laguna Cartagena quando avistados. Também, verificamos a posição de Júpiter e Vênus no céu naquele dia e eles estavam em posição astral a noroeste. Também, estes planetas tinham um brilho esbranquiçado, não laranja.

Ao mesmo tempo, esquadrões de jatos militares dos EUA começaram a voar baixo sobre a área e especialmente acima da Laguna Cartagena, juntamente com um grande avião militar verde com um disco redondo de radar no topo [Hawkeye, AWAC?]. Este tipo de radar é utilizado em missões especiais. Tudo isto preocupou os residentes na zona. O que esta aeronave especial de radar de reconhecimento está procurando na Laguna? Os jatos a estavam escoltando para proteção? Se assim foi, porque? Ninguém ainda sabe responder estas perguntas.

Depois destes “tremores”, o número de avistamentos e incidentes continuou a aumentar. Em um dos muitos avistamentos neste setor, na quarta-feira 8 de março de 1988, por volta das  5:40 P.M., Mr. Jesus Padilla e vários outros vizinhos da comunidade de Parcelas Betances observaram um estranho objeto em forma de pirâmide-triângulo negro com luzes coloridas voando sobre o setor e indo para oeste.

Em 1o. de abril de 1988, houve uma outra explosão e uma outra grande bola de fogo foi observada vindo do sul e planando sobre Sierra Bermeja. Vários residentes da comunidade de Betances viram um enorme objeto em forma de charuto com luzes coloridas e dois menores que vieram do primeiro que planou sobre a Laguna e então voou embora para o oeste, se posicionando por alguns minutos sobre a Sierra Bermeja, exatamente sobre o território, então sobre a construção de uma chamada estação de rádio “Voz da América”. O setor envolvido com esta estação de rádio “Voz da América” tem sido também um lugar de muitos avistamentos UFOs. Por alguma estranha razão, estes objetos parecem manter uma observação sobre a área. O governo dos EUA construiu algo lá, mas a anunciada estação de rádio nunca funcionou. A área está fora de limites para todo mundo, e ninguém sabe o que realmente foi construído lá. Depois de planar sobre as montanhas a luz menor entrou na maior e então o objeto principal voou embora para oeste, desaparecendo de vista. Entre as testemunhas destes avistamentos estavam Mrs. Dora Rodriguez Acosta, Mr. Edgardo Plaza, Miss Karen Mercado e Miss Marylin Acosta, e alguns outros.

Em novembro de 1988, quase 300 pessoas participando de uma reunião política viram um UFO luminoso  em forma de charuto planando sobre a comunidade de Betances, e então sobre a Sierra Bermeja e a lagoa, enquando liberava muitos objetos luminosos menores de seu interior. O avistamento durou meia hora.

Um enorme UFO em forma de Triângulo capturou e desapareceu com dois caças a jato dos EUA em Cabo Rojo

A situação continuou acontecendo e indo “em um crescendo” até a noite na qual dois caças a jato da Marinha dos EUA foram aparentemente abduzidos em pleno ar por um enorme UFO em forma de triângulo e desapareceram na frente de mais de 115 testemunhas que tinham aparecido neste momento. Este evento aconteceu na noite de 28 de dezembro de 1988, às 7:45 P.M.

Segundo a maioria das testemunhas, parecia haver três caças a jato evolvidos no incidente, dois deles desapareceram em pleno ar quando foram interceptados e fechados por um enorme UFO de forma triangular, e o terceiro fugiu da área voando para o norte, sendo caçado por várias grandes bolas vermelhas de luz, depois do que, um dos objetos ou seções voou fora muito rapidamente para o norte e então outro voou para leste, desaparecendo. Como os leitores devem entender, este incidente tem profundas implicações para todos nós, e é um dos mais importantes incidentes UFO relatados nos anos recentes em Porto Rico e no exterior.

O Governo dos EUA “arrenda” a área

Em 8 de agosto de 1989, depois do incidente entre os caças e o UFO, depois dos rumores neste sentido, a  Laguna Cartagena foi “arrendada” por um “acordo” para o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, para “preservar” especies animais de lá em perigo de extinção. A área agora está sob controle dos EUA por este acordo por 50 anos, e possivelmente por mais 50 anos depois disto. Mais tarde, as autoridades federais tomaram o controle de outro ‘ponto quente” ufológico em Sierra Bermeja, um campo perto do setor Pitahaya-Olivares, na linha costeira, perto aos canais de mangue entre La Parguera e o farol de Cabo Rojo, uma outra área na qual muitos UFOs são vistos regularmente entrando e saindo da água, uma área que tem sido cuidadosamente observada por vasos da Marinha dos EUA e aviões, e por aqueles dias era restrita e colocada sob controle de inúmeras tropas militares americanas por vários meses, sem qualquer explicação [a área do farol]. A razão ‘oficial’ para controlar o campo na área de Pitahaya-Olivares ? As autoridades queriam localizar um aerostato, um potente dirigível de radar, naquela área para detectar e evitar o contrabando e drogas por ar e por mar. Eventualmente, o radar foi empregado e ancorado lá e local foi declarado fora dos limites para todo mundo. Coincidentemente, o mesmo tipo de aerostato ou dirigível de radar tem sido localizado em outros “pontos quentes” UFO nos EUA e em outros lugares. Um desses “lugares quentes” é a região de Gulf Breeze Pensacola, onde por alguns anos agora tem havido muita incidência UFO. Um outro local é Marfa, Texas. Mas isto é apenas uma coincidência? Um padrão estranho parece emergir de todas estas coincidências.

Desde então, em muitas ocasiões e muitas testemunhas, policiais, soldados e vizinhos da área, tem visto UFOs, ambos discos metálicos claramente definidos e objetos luminosos, voando próximo ao dirigível e planando sobre ele emitindo estranhos flashes de luz em um padrão similar aquele que o dirigível emite. Para alguns, isto parece como se os objetos aéreos estivessem se comunicando pelos flashes de luz. Algumas vezes os UFOs são caçados por aeronaves militares, mas como matéria de fato, seja como for que isto aconteça [os UFOs descendo e planando sobre o dirigível], o dirigivel funciona mal e tem que ser consertado. Segundo fontes internas, todos os sistemas de computador ficam em branco, eles se apagam, e tem que ser reprogramados. Para muitos, a razão real para esta instalação lá é uma diferente: a situação UFO na área. Um exemplo disto é o seguinte avistamento de Mr. Luis Collado e alguns outros residentes no setor de Olivares.

Uma nave estranha perto do Composto do Aerostato

Quando estávamos falando com Mr. Miguel Figueroa, um residente de Lajas, sobre um encontro que ele teve com vários aliens de tipo gray na estrada 101, perto de Laguna Cartagena, um outro homem, Mr. Luis Collado, se aproximou de nós para contar sobre algo que ele tinha visto na noite de 17 de agosto de 1991, quando ele viu uma nave estranha perto das instalações do aerostato.

Depois de nos ser apresentado por Mr. Benito Collado, ele nos guiou ao ponto exato onde ele viu a nave, em fronte do sítio de esvaziamento e perto da instalação do aerostato, explicando que: “eu estava dirigindo nesta estrada no setor de Olivares por volta das 2:00 A.M. depois de deixar a casa de alguns amigos no setor de Las Palmas e ir para casa… quando subitamente eu cheguei lá e vi uma coisa estranha lá em frente da montanha; parei meu carro e sai para ver melhor. O que vi era algo suspenso em pleno ar sobre a montanha que divide este setor do setor de La Parguera, exatamente na fazenda administrada por Freddie Guindín. Olhe, isto era algo como um daqueles chamados discos voadores, mas ele tinha algo no topo… Você sabe a parte superior cônica do chapéu das bruxas? Era algo assim, conico no topo e uma base circular ao redor dele. Era grande e tinha muitas luzes ao seu redor. Era metálico, como prateado. Mas a coisa mais estranha era que havia algo saindo sob ele, como uma névoa giratória que descia diretamente para a montanha, para o solo, em uma coluna, mas giratória, em uma coluna espiralada. Esta coluna era semi-luminosa. Era uma coluna de luz e nuvens ou névoa descendo do objeto… Acredito que esta coisa fosse um UFO [OVNI].”

Luis continou: “Disse para mim mesmo… que coisa estranha! Nunca tinha visto algo assim. E você podia ouvir um som de zumbido vindo daquela coisa. Ela apenas ficou lá, e depois de observar por algum tempo fui embora. Mas a coisa estava lá e estou certo que a vi. E os policiais que cuidam daquele lugar [as instalações do aerostatos] certamente também viram isto, porque aquela coisa estava no topo da montanha na entrada do lugar e assim eles tinham que ver isto, não tenho qualquer dúvida quanto a isto. Se eu ouvi o som de zumbido vindo de lá, na estrada, eles devem ter ouvido isto ainda mais alto onde estavam, porque estavam mais perto. Não sei, mas tenho um sentimento aqui que o aerostato nada tem a ver com o problema com drogas, como o governo quer que nós acreditemos. Penso que há algo a ver com os UFOs que estão sendo observados lá, talvez para manter um olho neles.”

Ele deixou claro que pela primeira vez ficou relutante em contar o que viu, temendo que ninguém acreditasse nele, mas depois de nos ouvir falando com Mr. Figueroa, ele entendeu a importância do que ele tinha visto relativo a situação UFO na área e mudou de idéia, pelo que nós lhe agradecemos profundamente.

A informação de Collado era muito interessante, mas nada havia para sustenta-la; felizmente, no mesmo dia enquanto visitámos a residência de Mr. Roosevelt Acosta, sua irmã Dolín [já mencionada como a mulher que recebeu um raio X de um UFO] e suas filhas e um genro afirmaram que nas primeiras horas de 17 de agosto de 1991, todos eles viram enquanto estavam indo para casa de Roosevelt uma estranha nave suspensa no ar sobre a montanha próxima das instalações do aerostato. Segundo eles, era por volta das    2:00 – 2:30 A.M. quando eles avistaram isto e era algo “como um disco voador com uma coisa pontuda no topo e com muitas luzes. Ela veio voando do oeste e então ficou suspensa sobre a montanha [ a mesma que nos foi identificada por Collado] e algo como uma fumaça desceu dele em um movimento giratório para o solo’.

O avistamento estava confirmado! Quatro testemunhas totalmente independentes viram o mesmo objeto relatado por Luis Collado na mesma hora e no mesmo lugar. Dolín Acosta e sua família afirmaram que eles observaram o UFO por aproximadamente uma hora, depois do que foram dormir, não sabendo o que aconteceu depois disso.

Também, entre outros, Mrs. Jocelyn Irizarry e a família dela, residentes na estrada 116 de Lajas, viram uma enorme nave disco voador no ar perto do dirigível em novembro de 1991. Por causa de todas estas situações a maioria dos residentes no sudoeste acredita que as instalações do dirigígel radar foram colocadas lá para observar a atividade UFO e tentar detectar as trajetórias dos UFOs e localizar as áreas exatas pelas quais eles entram ou saem constantemente do mar e da terra.

Tem sido relatada a presença alien direta na área? Sim, tem havido muita, e a seguir estão apenas exemplos.

Como já mencionei, Mr. Manuel Figueroa, um residente do setor de Palmarejo, em Lajas, teve um encontro próximo com vários aliens de tipo gray nas primeiras horas de 31 de agosto de 1990, quando ele estava dirigindo pela estrada 101, perto de Laguna Cartagena. As criaturas tinham sido observadas por várias outras pessoas na área, que disseram a ele sobre elas e a direção que elas haviam tomado andando pela estrada 101. Para surpresa dele, ele encontrou cinco aliens andando na estrada em frente a ela. Eles eram cinza, pequeninos, de aparência frágil, com grandes cabeças, orelhas pontudas, com uma boca como um corte e sem lábios, pequenas narinas no lugar do nariz, e grande olhos luminosos e amendoados, que projetavam uma brilhante luz branca… Elas tinham braços longos com mãos com apenas três dedos e ´pés também com apenas três dedos.

Na medida em que Figueroa dirigiu para mais perto deles, eles se viraram e olharem para ele com seus olhos brilhantes, que ele entendeu como um aviso para ele se manter afastado deles. Ele parou e então continuou seguindo-os a curta distância, amedrontado, mas também fascinado pelos seres. Naquele momento, eles todos se viraram para a esquerda e pularam sobre uma pequena ponte na estrada para dentro de um pequeno riacho que se ligava a Laguna Cartagena, desaparecendo lá. Ainda nervoso e chocado com o encontro, Figueroa foi embora para casa. Mas de manhã algo estranho aconteceu. Figueroa recebeu um telefonema em sua casa de um homem, que falavra espanhol com um sotaque americano, que disse a ele para não falar nada a qualquer pessoa sobre o que ele tinha visto e para onde os pequenos seres tinham ido [a Laguna Cartagena, o local da maioria dos incidentes UFO na área], que se ele falasse alguma coisa “algo ruim podia acontecer a ele”. Foi assim! Ele já estava assustado pelo que tinha visto, e então mais isto… O  que o preocupou mais foi como o homem misterioso tinha obtido tão rapidamente o telefone dele, porque a sua era uma linha particular e ainda mais, estava listada sob o nome de outra pessoa. Até mesmo assim, o homem que telefonou pediu para falar diretamente com ele, Mr. Miguel Figueroa. Como ele podia saber…? Figueroa ainda não pode explicar isto.

Neste momento Miguel Figueroa está convencido que o que ele viu nas horas iniciais de 31 de agosto de 1990 estava relacionado ao muitos incidentes UFO relatados no setor. De início, eu não falaria sobre isto, mas tenho visto os UFOs, discos voadores na área antes. E eu lhe digo, o que aconteceu aqui é real, e estes seres devem ter uma base ou algo subterrâneo nesta área. Não penso que eles sejam agressivos. Eu estava sozinho e a luz que eles emitiram indicou que eles eram poderosos; mesmo assim, eles não me prejudicaram. Eles podiam ter feito isto, mas não o fizeram. Foi apenas como se eles me dissessem; “não chegue mais perto,”  mas eles não queriam me machucar. Apenas desejaria que isto não tivesse acontecido… porque não pude lidar com isto. Eu gostaria de esquecer tudo isto.”

Coincidentemente, Timothy Good e eu, juntamente com outros investigadores, estávamos na mesma área no anoitecer de 31 de agosto de 1990, mas o relato sobre o caso não chegou ao nosso conhecimento senão dias depois.

“Duas criaturas estranhas examinando uma planta…”

Na noite de 13 de agosto de 1991, Mrs. Marisol Camacho, uma jovem mulher que vive atrás da comunidade de Maguayo, exatamente próximo à Laguna Cartagena, recebeu uma visita inesperada na casa dela de duas criaturas estranhas e esquisitas, como ela os descreveu.

“Eu estava dormindo – ela disse -, era por volta de 2:00 a.m., e ouvi barulhos estranhos lá fora, perto de minha varanda. Saí da cama e fui para a janela da varanda [com venezianas metálicas]. Lá estava alguém murmurando alguma coisa, uma língua estranha. Abri a janela muito vagarosamente e…Oh, meu Deus! Havia duas das criaturas mais esquisitas que você possa imaginar de pé lá na varanda! Eles estavam examinando uma das plantas que eu tenho e que eu chamo de Queijo Suiço [ o nome científico da planta é ‘Monsterosa deliciosa’, uma planta ornamental tropical com folhas com muitos buracos]. Eles estavam tirando folhas da planta e murmurando. Eles pareciam realmente interessados nisto. Eu estava surpresa e… não sei porque, não podia me mover, estava congelada lá… olhando para eles. Eles tinham aproximadamente 1.20 metro de altura e tinham grandes cabeças. As cabeças tinham a forma de ovo, grande no topo e com um queixo pequenino. Eles eram muito magros e pareciam ser de cor cinza, todo cinza, e estavam nus. Eles tinham grandes olhos alongados que se estreitavam para os lados da cabeça. Não havia pupilas ou branco nestes olhos. Suas faces eram chatas, com um pequeno corte como boca, sem lábios, e dois pequeninos buracos por nariz. Nunca senti qualquer medo, estava fascinada pelo que estava vendo. Eles pareciam crianças para mim! ”

Perguntada sobre as mãos deles, ela explicou que: “… eles tinham braços mais longos que os nossos, e longas mãos muito magras com quatro dedos longos. Eles não pareciam me perceber na janela. Eles pegaram as folhas da planta e sairam falando entre eles em uma linguagem muito rápida. Eles sairam andando vagarosamente na direção da Laguna Cartagena, entraram nos arbustos lá no fim da rua e desapareceram. Eu não podia acreditar isto! O que as pessoas andavam dizendo por aqui era verdade! Há aliens aqui! Eu os vi e estou certa do que vi. Depois que eles foram embora, pude me movimentar novamente. Voltei para cama e mais tarde contei o que tinha visto ao meu marido.”

Mas os aliens voltaram duas semanas depois: “novamente era tarde da noite – ela disse -, ouvi os mesmos sons, levantei-me e fui para a mesma janela que estava parcialmente fechada… e lá estavam eles novamente! Os mesmos ou outros idênticos a eles… mas senti que eram os mesmos. Eles estavam examinando a mesma planta novamente e falando naquele jargão murmurado… Mas desta vez eu fui capaz de me mover e tentei dizer algo a eles. Eu comecei a abrir as venezianas mas quando eles ouviram a janela se abrindo, eles olharam para mim muito rapidamente e então correram muito rápido descendo a rua na direção da Laguna Cartagena novamente, desaparecendo lá.

“Não sei o que eles querem, mas eles não parecem perigosos. Eles não me prejudicaram. E eles não machucaram meus cães, que dormiram todo tempo enquanto eles estavam aqui na varanda. Uma coisa é certa, eles já estão aqui, vivendo conosco. Devemos nos preparar para encarar este fato… e estou convencida que eles esão lá na Laguna Cartagena. E o território deles é lá.”

Uma semana depois desta segunda visita, muitos dos vizinhos dela testemunharam um disco brilhantemente colorido que planou por 3 minutos a alguns 15 metros acima da casa dela uma noite às 9:30 p.m.

Um Alien no Canal de Irrigação

A testemunha deste outro encontro é Mr. Ulises Pérez, um jovem homem que vive em Lajas. Em um anoitecer, às 11:30, ele estava em sua motocicleta em uma estrada de terra em um desolado rancho de gado no setor de Cuesta Blanca, localizado entre La Parguera e a Laguna Cartagena, quando: “… a moto caiu em um buraco cheio de água e emitiu faísca e desligou. Eu comecei a examina-la, porque ela não daria a partida, e depois de consertar o que eu acreditei ser a causa do  problema, quando eu estava novamente tentando dar a partida, olhei lá, para o canal de irrigação… e vi a coisa lá!

“O que eu vi foi algo como … algo que estava sentado ou agachado sobre um tronco de árvore lá na margem do canal. A pele da coisa parecia como se fosse crua. Você sabe, quando você corta sua pele, o corte parece esbranquiçado com pontos rosa-avermelhados nele? Era como a pela dele se parecia. Era uma pele branco pálida, sem cor, como aqueles lagartos salamandras pálidos? Exatamente assim. Olhamos um para o outro por um momento, sem nos mover. Eu estava apavorado com aquela coisa lá. Não tenho vergonha de admitir e tentei dar partida na moto para ir embora. Enquanto eu me movia, esta coisa pulou e desapareceu sobre os lírios de água do canal. A moto deu partida e eu fugi. Fui para casa e expliquei nervosamente o que tinha visto. Meus amigos e parentes não acreditaram em mim, mas eles foram até o  lugar comigo para ver. Vendo a trilha dos lírios de água esmagados eles acreditaram em mim e ficaram apavorados”.

Segundo Ulises a criatura era idêntica aquelas já descritas em encontros anteriores. “O que mais me impressionou foi a grande cabeça e aqueles olhos negros enormes que ela tinha”, ele declarou. Como em outros casos, há uma ligação com a Laguna Cartagena, porque o canal de irrigação no qual Ulises viu a criatura se liga com a lagoa.

Todos estes casos parecem implicar que este tipo de seres tem possivelmente estabelecido seu habitat profunadmente sob a Laguna Cartagena e outros corpos de água na região. Já tem sido declarado anteriormente por outros investigadores que este tipo de espécie de criatura pode ser anfíbia por natureza, devido as membranas descritas regularmente entre seus dedos por muitas testemunhas.

O Encontro de um Velho Homem com Vários “Grays”

Ainda um outro caso em Sierra Bermeja ou perto da lagoa é o de Mr. Eleuterio Acosta, um ancião de 80 anos muito sério que vive no setor de Olivares, exatamente em frente das instalações do dirigível radar, que confrontou cinco destas pequenas criaturas cinzas em sua casa. Eleuterio, agarrando um pesado bastão, ameaçou ataca-los gritando que saissem da casa dele. Neste momento ele se tornou ciente de um outro tipo de ser mais alto que disse algo em um rápido jargão aos outros. Então  os menores correram na direção da janela com venezianas, onde do lado de fora estava o mais alto e incrivelmente mudaram sua forma passando pela janela com venezianas! Então todas as seis criaturas fugiram correndo  muito rapidamente em direção das montanhas de Sierra Bermeja, atrás da casa dele.

Uma Abdução Evitada?

Há também o caso de encontro de Mrs. Albita Acosta. Albita, também uma residente do setor de Olivares, e que também é uma testemunha de muitos UFOs vistos perto do dirigível radar, lutou e evitou uma aparente tentativa de abdução dela por este tipo de criatura em maio de 1991.

Aliens na Plataforma de Ancoramento do Aerostato

Também há um encontro de alguns policiais que guardam o lugar com várias destas criaturas nas instalações do dirigível radar [aerostato], na seção de ancoragem do dirigível, depois que ele foi construído. Isto aconteceu em uma noite de abril de 1990. Um dos policiais percebeu à distância o que a ele parecia serem crianças brincando na plataforma de concreto para ancoragem do dirigível. Ele se aproximou do local em seu carro de patrulha e ligou os faróis, apenas para ver que não eram crianças, mas sim, criaturas realmente muito estranhas que tinham no máximo 1.2 metro de altura. Elas tinham grandes cabeças e eram de cor cinza. Os pequenos seres fugiram correndo em direções diferentes e o policial pediu ajuda pelo rádio, repetindo o código 1050. Quando a ajuda chegou, as criaturas já haviam desaparecido. Foi realizada uma extensa busca, mas sem resultado. Fomos capazes de entrevistarmos confidencialmente um os policiais envolvidos no incidente, que verificou os detalhes relatados aqui.

Alguns dias depois, um outro grupo de policiais lá viram um disco voador com uma aura dourada ao redor dele que quase pousou no território do aerostato. No dia seguinte, um outro daqueles círculos misteriosos apareceu no solo exatamente onde o UFO foi avistado. O círculo foi “apagado” do solo quando foram  dadas ordens para remove-lo pelo uso de uma escavadora mecânica.

Mas há mais narrativas importantes que parecem nos dar uma resposta sobre a razão para o que está acontecendo na área.  Uma é a seguinte.

“Eles me levaram a base deles…”

Mr. Carlos Manuel Mercado, também já mencionado, e uma das muitas testemunhas que viram a abdução de dois caças a jato dos EUA em pleno ar sobre a Laguna Cartagena por um enorme UFO triangular em dezembro de 1988, e que temos vindo a conhecer muito bem e respeitar como um homem sério e honesto, revelou durante a nossa entrevista com ele que algo chocante aconteceu a ele uma noite seis meses antes do incidente dos jatos que ele testemunhou. Esta outra experiência aconteceu em junho de 1988:

“Naquela noite eu estava tentando dormir, mas estava tão quente que eu não conseguia. Minha família já tinha ido dormir. Eu me levantei e me deitei no sofá na sala de estar, tentando  obter alguma fresca lá, mas sem resultado. Eu não conseguia dormir. Enquanto eu estava lá, repentinamente vi um flash de luz lá fora e ouvi um som de zumbido. Alguns momentos depois algo bateu três vezes nas venezianas da janela na minha frente. A metade superior das janelas estava aberta mas a metade inferior estava fechada e levantei e abri a janela… e lá estavam eles! Três pequenos homens olhando para mim… mas eles não eram humanos. Eu  estava surpreso, mas uma voz disse na minha mente “não se assuste, tudo está bem. Nada irá acontecer a você. Não se assuste. Vamos lhe mostrar uma coisa.” De início, fiquei surpreso, mas quando ouvi a voz fiquei calmo, muito calmo. Eles me pediram para sair, mas não com suas bocas, foi na minha mente. Abri a porta… senti que tinha que fazer isto, de alguma forma eu sabia que eles não me prejudicariam.”

Segundo Manuel, os pequenos seres tinham aproximadamente 1.20 metro de altura, com grandes cabeças em forma de pera, pele cinza pálido, e grandes olhos amendoados sem pupilas. Os seres não tinham orelhas e tinham um pequeno corte no lugar da boca. Eles tinham apenas duas pequenas narinas em lugar do nariz. Uma outra coisa: estes seres tinham como pequenas manchas na pele de sua face… “Como acne? Algo assim”, ele disse. Segundo ele os seres eram de forma humanóide mas seus braços eram um pouco mais longos que os dos humanos. Todos os três estavam vestidos em roupas de uma só peça muito justa e de cor bege, como mecânicos.” Somente suas mãos e cabeça estavam fora das roupas. Dois deles pegaram minhas mãos e desceram a estrada em frente da minha casa [em frente da Sierra Bermeja] eu… eu não posso acreditar nisto… Havia um disco voador lá! Ele estava sobre três pernas metálicas que desciam de sua parte de baixo. Era redondo, com um domo no topo dele e com janelas, e muitas luzes coloridas ao redor de sua borda. Você sabe a forma dos hidrantes de água? Esta é a forma que a coisa tinha. Havia uma abertura em sua parte de baixo de onde descia uma longa escada até o solo. Eles me pediram para subir a escada e fomos a bordo da nave… porque era uma nave… Havia outros deles lá, e o lugar estava cheio de máquinas com muitas luzes coloridas e painéis. Isto estava na área as muitas janelas, como uma cabine no domo. Os pequeninos seres me apresentaram a um ser mais alto que tinha aproximadamente a minha altura [1.79 metro]. Eu me senti mais confortável com ele porque, mesmo sendo como os outros, ele era mais alto e parecia um pouco mais humano. Este estava vestido com um robe branco e eles disseram que era o capitão médico deles.

“Este ser mais alto me explicou que eles não queriam me fazer mal, que eles apenas queriam me mostrar e dizer algo que mais tarde eu pudesse relatar a outras pessoas. Ele disse algo aos outros nos painéis e senti as pernas se elevando e um som de pinças, a abertura se fechou e nave começou a se mover. Eu estava impressionado mas não estava com medo. Eles de alguma forma me mantinham calmo. A nave disparou e acredito que iríamos muito longe, mas ao invés,  a nave se inclinou a esquerda e caiu na direção de Sierra Bermeja. Estava com medo de nos acidentarmos, mas um buraco apareceu em uma depressão do lado da montanha de El Cayúl e a nave continuou a descer e passou por um túnel e chegou a um grande lugar que parecia ser subterrâneo, como uma caverna muito longa e grande! Havia muitas estruturas como  barracas, construções dentro do lugar, e centenas, muitos dos pequeninos aliens estavam trabalhado como se em linhas de produção reunindo eletrônicos ou partes mecânicas, maquinário…

PARTE TRÊS

“Havia muitas naves lá embaixo, mas não como aviões ou helicópteros, não, não… Todas as naves eram em forma de disco ou triângulos ou hexágonos… .

“O ser alto explicou: “Como você pode ver, temos uma base aqui para a manutenção dos sistemas de nossas naves; temos estado aqui por um longo tempo e não preetndemos ir embora. Queremos que o povo da Terra saiba que não lhe desejamos mal e nem queremos conquista-los. Quremos alcançar vocês e estabelecer um relacionamento direto que será benéfico para ambas as partes. O povo da Terra pode ficar seguro que não desejamos fazer-lhe qualquer tipo de mal”. Eu disse: “porque eu, um homem simples, ninguém vai acreditar em mim.” E ele disse ‘Isto não importa. As pessoas o ouvirão, bem como a muitos outros que estamos contactando e trazendo aqui para ver a mesma coisa. Quando as pessoas com conhecimento ouvirem o que vocês, pessoas simples, como você se diz, estão dizendo, eles saberão que vocês estão dizendo a verdade.”

“Depois eles me trouxeram de volta para casa e antes de irem embora eles me disseram que voltariam algum dia. De início, fiquei com medo de falar sobre isso. Fiquei com medo que ninguém acreditasse em mim, até mesmo vocês… Somente falei sobre isto com a minha família. Mas quado aconteceu esta coisa com os jatos, eu me preocupei. Talvez isto tenha algo a ver com os sers lá embaixo, e sei, eu sinto, eles são bons e inofensivos. Sinto que eles não querm nos fazer mal, e saber que isto tudo pode ser importante, decidi falar e deixar que vocês saibam o que aconteceu”, disse finalmente Mercado.

Conhecemos um outro homem, um oficial militar de alto escalão na área oeste de Porto Rico, que supostamente foi levado [abduzido] a esta mesma base UFO subterrânea por este mesmo tipo de aliens. No entanto, não podemos revelar o nome dele aqui, para evitar que ele sofra qualquer tipo de perseguição, mas tudo que ele diz combina com os detalhes dados por Mr. Carlos Manuel Mercado, especialmente o lugar onde o aclive ad montanha se abre para a proposta base alien, na montanha El Cayúl.

Há também uma mulher que reside em Lajas e trabalha no governo municipal de Lajas que foi abduzida pelo mesmo tipo de aliens grays. Segundo ela, ela foi examinada por eles e levada a uma base subterrânea sob  Sierra Bermeja, localizando o mesmo lugar para a ‘entrada’ na montanha de ‘El Cayúl’. Todas estas são testemunhas independentes que não conhecem uma às outras mas tem dado o mesmo tipo de detalhes a respeito da base e da entrada.

Laguna Cartagena… Realmente há uma Base Alien Lá?

Como podemos ver, há bastante evidência circunstancial que suger que algo estranho e muito importante relacionado aos UFOs está acontecendo no sudoeste de Porto Rico, especialmenet na área de Lajas-Cabo Rojo. Na medida em que acontecem mais incidentes,mais pessoas lá acreditam que exista uma base UFO na área. Recentemente, uma fonte nos deu e a outros investigadores portoriquenhos um esboço do que ela acredita ser uma base UFO conjunta EUA/Alien sob a área de Sierra Bermeja – Laguna Cartagena a que ela teve acesso.

Uma outra fonte, um homem que consideramos muito série e responsável, nos contou como acidentalmente ganhou acesso, junto com um amigo pescador de La Parguera cujo último nome era Vega, a esta suposta instalação por uma abertura de ventilação supostamente oculta localizada perto do território. Nossas testemunhas, cujos nomes não podemos revelar por razões de segurança que serão lógicas para o leitos depois de ler um pouco mais este artigo, explicaram que realmente há aliens lá embaixo e que eles também haviam visto soldados americanos lá embaixo. Apavorados, eles fugiram do lugar preocupados de terem visto algo que não deviam.

Nossa fonte voltou ao  local alguns dias depois e encontrou a alegada abertura lacrada por um pesado pedaço de concreto. Alguns dias depois seu amigo, o pescador, foi encontrado morto pendurado por um pequeno prego enfiado na parede de sua casa em La Parguera. Segundo as autoridades, ele se enforcou com o cadarço de um de seus sapatos no prego. A coisa estranha foi que as mãos dele estavam livres e o prego no qual ele supostamente se enforcou estava muito abaixo de sua cabeça. Também, ninguém soube explicar como um prego tão pequeno pôde suportar o peso dele. Investigamos este caso e o irmão do homem morto, o pescador  Víctor “Lindo” Vega, que trabalha em La Parguera e que nós já conheciamos como testemunha de outros incidentes UFO lá, explicou que ninguém na família pôde entender a morte de seu irmão: “meu irmão não bebia qualquer coisa alcoólica até depois de ter visto seja o que for que ele viu lá embaixo nos mangues e no aerostato, e não usava qualquer droga; ele não estava deprimido e não tinha problemas emocionais ou sentimentais; além isso, ele tinha boa saúde. Então, porque isto? Não sei, mas algo não está claro nisto tudo”, disse Lindo.

Nos últimos meses de 1992, um forte programa de desinformação foi levado adiante por Mr. Aníbal Roman, o diretor do Escritório da Agência de Defesa Civil da área de Mayaguez e o tenente de polícia Rodríguez, dos quartéis de polícia de Lajas, usando toda media televisiva, de radio e de imprensa de Porto Rico para mostrar como mentiras e fabricações os relatos de testemunhas e investigadores sobre os UFOs e os aliens vistos na área e ridicularizar a situação, isto juntamente com oficiais do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, tais como Mr. Fred Schaffner.

Enquanto isto estava sendo feito por Román, seu supervisor, Coronel José A. M. Nolla, Diretor da Agência Estatal de Defesa Civil de Porto Rico, enviou uma ordem diertiva interna para todos os escritórios regionais em Porto Rico declarando as orientações para uma investigação secreta sobre a situação UFO e os avistamentos dos USOs [objetos não identificados submersos] era real e importante. A cópia de tal diretiva nos foi dada por uma fonte dentro da Agência de Defesa Civil. A fonte explicou as descobertas, até mesmo depois afirmando que eles eram da responsabilidade da agência, estavam realmente para anáise peo Departamento de Defesa dos EUA e pela Força Aérea dos EUA. Deste modo, estas agências militares não seriam oficialmenet vistas como envolvidas com a investigação UFO.

Também, recentemente, o Coronel Nolla, que costumava ser o oficial de ligação da Guarda Nacional e Exército Reserva Portoriquenho com a Agência de Inteligência de Defesa dos EUA [DIA], similar a CIA nos militares americanos, declarou sob juramento em uma audiência no Senado de Porto Rico que os militares e a Agência de Defesa Civil tinham estado investigando os muitos avistamentos UFO e as mutilações de gado que tem acontecido em Porto Rico desde 1975.

O Programa de Desinformação  é Exposto

Por estes mesmos dias, Mr. Freddie Cruz, Diretor da Agência de Defesa Civil em Lajas, expôs este programa de desinformação de Roman e Rodriguez em uma entrevista que fizemos com ele sobre um importante incidente UFO que ele e várias outras pessoas testemunharam na tarde de terça-feira, 28 de abril de 1992, quando todos eles viram um caça a jato caçando um disco voador na área.

“Isto aconteceu às 5:00 P.M., – ele disse -, …eu estav a consertando meu caminhão aqui e ouvimos umm jato voando baixo. Uma das crianças disse “Hey!, ohe aquela coisa! todos nós olhamos para cima e vimos uma coisa como um disco voador sendo caçada por um jato militar [mostramos a todas as testemunhas várias fotografias de aviões a jato militares e segund elas era um f-14 Tomcat]. O disco era metálico, prateado, muito polido e estava como se brincase com o jato.

“Ele era um pouco maior que o jato, não muito [ teria uns 70 pés de diâmetro]. Ele pararia no ar repentinamente e quando o jato estava perto de alcança-lo, ele se moveria em frente muito rapidamente, parando de novo mais longe. O disco era justamente isto, um disco voador, como dois discos achatados unidos pelas bordas e tinha um domo no topo. Por um momento, na medida em que o jato estava novamente para alcança-lo, o disco se partiu no meio! A parte superior se separou da parte inferior e então cada parte ou seção voou embora, uma para sudoeste  outra para leste. O jato permaneceu circulando lá na área como se não soubesse o que fazer, e então voou para leste”.

Cruz declarou: “Isto me convenceu que eu devia falar o que eu sabia sobre a situação. Não é justo continuar com a desinformação de Roman e outros. Atualmente, há uma investigação secreta sendo realizada pela Agência de Defesa Civil de Porto Rico. Sei que tudo é verdade, porque eu próprio tenho visto os UFOs.”

A este ponto Cruz nos revelou outros eventos importantes que ele testemunhou, juntamente com várias outras pessoas. “Em novembro passado [1991], a polícia recebeu uma pista sobre a chegada esperada de estrangeiros ilegais vinda em barcos da República Dominicana no setor da prais de ‘El Papayo’, localizada entre La Parguera, Lajas e Guánica, um pouco mais a leste. Enquanto estávamos lá, às 9:00 p.m., vimos uma grande estrela brilhante no céu. Repentinamente, a estrela começou a desc er muito rapidamente e era uma coisa enorme!… Um UFO, um disco voador do tamanho de um estádio! Era muito brilhante e tinha luzes coloridas ao seu redor.

“Ele permaneceu lá imóvel a aproximadamente 7,6 metros da superfície do mar. Era grande, realmente grande, e permaneceu lá por aproximadamente meia hora. Então ele voou muito rapidamente para cima e desapareceu no céu. Isto realmente nos abalou. Serei honesto, quando aquela coisa desceu, engatinhei para baixo do meu caminhão e permaneci lá até que aquilo fosse embora.

“Também, Martin, temos observado a Laguna Cartagena e temos visto objetos redondos ou ovóides brilhantemente coloridos quando eles sobrevoam o lugar fazendo voltas em ângulos fechados… e algumas vezes eles entram na lagoa e desaparecem sob a água! Os UFOs estão lá, realmente estão lá! Então, isto é o porque não posso continuar calado enquanto Roman e outros ridicularizam e satirizam as pessoas que tem visto estas coisas lá! Isto não é justo. O nosso povo diz o que tem visto porque ele sabe que, seja o que for que esteja acontecendo por lá, é importante. Conheço a maioria destas pessoas e sei que elas são sérias, honestas e decentes. Elas merecem algum respeito.”

Finalmente, Mr. Cruz declarou que: “Há UFOs na Laguna Cartagena, e algo estranho está acontecendo nas instalações do aerostato radar! Se não,porque os caminhões brancos da NASA tem que entrar nos territórios do aerostato por volta das 2:00 a.m., escoltados por veículos jipe militares omni [hummers] , a um tempo quando ninguém os vê? Porque fazer isto de tal maneira escondida? O que faz a NASA em uma guerra anti-drogas? Nada que saibamos. Para mim, há uma base alien por lá e as autoridades sabem sobre isto ou algo assim, e eles não querem que ninguém mais saiba sobre o assunto.”

Como matéria de fato, um oficial da polícia de alto escalão da zona, explicou confidencialmente para nós que quando os policiais que foram selecionados para a segurança na entrada da estrada para a instalação do aerostato foram instruídos, isto foi feito por agentes federais dos EUA [supostamente do FBI] e ele, bem como os policiais, ficaram todos surpresos pelas muitas perguntas relacionadas a UFO e a alien que eles fizeram a eles. Eles perguntariam algumas coisas sobre a experiência pessoal do policial e perguntas pessoais, mas de repente eles mudavam a linha de questionamento para coisas assim: “Você tem visto UFOs ou discos voadores? Você tem sido contactado por aliens? Você acredita em UFOs? Alguém na sua família teve alguma experiência UFO? De tempos em tempos este tipo de questionamento voltaria em suas entrevistas e re-instruções, enquanto também usavam um polígrafo ou detector de mentira no policial durante as sessões de interregatório.

Como dissemos anteriormente, tudo isto é evidência circunstancial, mas evidência circunstancial que quando analisada junta e logicamente, fortemente sugere a possibilidade de realmente existir uma base alien na zona.     Os fatos mencionados são apenas uma pequena percentagem dos muitos incidentes relacionados a UFO e aliens lá. Para nós relatarmos toda esta informação sobre a situação exigiria um livro inteiro, mas para o leitor interessado, este relato dará uma idéia geral da importância do que está atualmente acontecendo na região sudoeste de Porto Rico.

Mas vamos ver alguns outros casos de outras regiões de Porto Rico.

Caçada de um UFO em “El Yunque”

Este incidente aconteceu em 4 de julho de 1989, e várias testemunhas que vivem no setor de Sabana / Yuquiyú da cidade de Luquillo, uma área próxima da Floresta Tropical Nacional Caribenha, no leste da ilha, foram capazes de ver quando um UFO descrito como “um objeto oval brilhante como uma estrela” foi caçado por dois caças a jato que foram enviados para intercepta-lo pela Estação Naval Roosevelt Roads em Ceiba, perto da área.

Segundo Mrs. Rosa Dávila de Quiñones, residente no setor de Sabana [a única testemunha que foi voluntária para ser identificada para o relato], neste noite houve um blecaute de energia elétrica na área e ela estava falando sobre isto com seus vizinhos quanto todos eles viram, por volta das  8:30 P.M. o UFO voado sobre a supramencionada floresta e a montanha El Yunque [famosa pelos muitos avistamentos UFO e incidentes que tem ocorrido lá]. Segundo eles o UFO estava muito brilhante e tinha uma forma oval. “De início ele parecia uma estrela branco-azulada muito grande e brilhante, mas então começou a se mover muito rapidamente e fazendo vários ângulos em alta velocidade e foi então que todos entenderam que isto era algo estranho, algo não normal”, disse Mrs. Dávila.

Ela continuou para explicar que depois de várias passagens e voltas sobre as montanhas lá na floresta tropical, o UFO começou a descer, se dirigindo diretamente em um ângulo de 45 graus na direção da montanha El Yunque, e então, todos viram dois caças a jato se aproximando da área do leste, se dirigindo para o UFO. Todas as testemunhas estavam certas que os caças a jato haviam sido enviados pela Estação Naval Roosevelt Roads, e os viram se aproximando do objeto luminoso. Naquele momento, o UFO mudou o curso em alta velocidade e se acendeu mais brilhantemente com uma luz branca, desaparecendo no céu sobre as montanhas Pitahaya, a sudeste da Montanha Luquillo, ainda sendo caçado pelos caças a jato. Todos os vizinhos ficaram atônitos com o que tinham visto.

Coincidentemente, eu estava no setor de El Yunque naquele mesmo dia examinando outras coisas relatadas para mim relativas aos UFOs lá, e por causa disso sou testemunha da falta de energia elétrica em Rio Grande e Luquillo, mas infelizmente, deixei o local às 7:30 P.M. e perdi o incidente do UFO com os caça a jato, porque de outra forma eu poderia ter sido capaz de filmar isto com a minha câmera.

“Bola de Luz” em Guavate

Na sexta-feira, 22 de junho de 1990, Mr. José Antonio Valdés, sua esposa Matilde e um oficial militar amigo deles que os estava visitando em cas, foram todos testemunhas de um ourto encontro UFO surpreendente.

Naquela tarde, às 6:30 P.M., os dois homens estavam fazendo alguns consertos na casa de madeira de Valdés no setor de “Los Piñeros”, em Guavate, Cayey, isto na parte centro leste da ilha de Porto Rico, quando de repente eles vira, uma grande e estranha “bola de luz” voar sobre a casa de Valdés a grande velocidade. A “bola” foi descrita por eles como “uma bola redonda de luz amarela brilhante com uma luz vermelha muito brilhante no centro”. Não foram observados mais detalhes sobre o UFO por eles. Segundo as testemunhas a “bola de luz” estava voando horizontalmente “em uma trajetória do nordeste para o sudoeste” e tão logo ela passou sobre eles, “apareceram quatro jatos militares como se uma trilha ou a caçando em alta velocidade”.

Os jatos foram descritos como de “… uma estranha cor azul-acinzentada metálica, com dois motores impulsionadores e todos eles tinham asas posicionadas para trás e voavam muito rapidamente”. Esta descrição combina com aquela dos caça a jato da Marinha dos EUA, os F-14 Tomcat. “Os jatos estavam voando muito baixo sobre a área e circulando no céu – segundo as testemunhas – como se procurassem por algo, então eles foram na mesma direção que a bola de luz tomou, para sudoeste, e desapareceram”. O aparente tamanho do UFO foi estimado como três vezes o tamanho de um dos jatos que eles viram. Então, como os F-14 são aproximadamente de 18,9 metros de comprimento, então o tamanho do UFO deve ter sido aproximadamente de 54,9 metros.

“Somente uns cinco ou seis minutos haviam se passado depois que os jatos voaram sobre a área quando todos eles viram um grande jato com uma coisa redonda achatada no topo voar sobre o mesmo setor e na mesma direção que o UFO e os caças a jato tinham previamente tomado”, disse Valdés. Segundo o oficial militar lá presente, que entrevistamos sobre o incidente, este último grande jato era um jato radar  AWAC, e ele, bem como as outras testemunhas estavam certos que o UFO estava sendo caçado tanto pelos caças a jato quanto pelo jato radar, todos eles certamente vindos da Estação Naval Roosevelt Roads.     O oficial declarou estar certo de que o que ele viu foi uma perseguição e uma operação de busca realizada pelos caças a jato e o jato AWAC.

“Venho frequentemente a esta área, e esta não é a primeira vez que vejo UFOs aqui. Em muitas ocasiões você pode ver estes objetos voando ao redor e subitamente descerem em certas áreas das montanhas e desaparecerem lá. Para mim as aeronaves militares, especialmente os jatos  AWAC, estão tentando localizar o lugar para onde este objeto possivelmente vá na área. Talvez elas vão para o subterrâneo aqui em algum lugar, e isto é o que eles estão verificando”, disse o oficial.

O UFO que eles todos observaram era totalmente sem som e muito brilhante. UFOs similares tem sido observados na região Guavate frequentemente, e tenho investigado um número de avistamentos registrados. Temos o nome e endereço do oficial, mas ele nos pediu para não revelar seu nome ou posto militar por causa do medo de possível perseguição devido a sua posição. Para aqueles interessados, temos várias testemunhas de nossa entrevista com ele sobre este incidente voluntárias para se apresentarem e verificaro que ele nos disse, se houver alguma necessidade de fazer assim.

O UFO Brincalhão

Em 28 de junho de 1990, Mr. Jose Rodríguez, residente no setor de Barrio Playita, em Yabucoa, a leste da ilha, também perto da Estação Naval Roosevelt, viu uma outra surpreendente caçada de UFO por caças a jato dos EUA. “O UFO brincou com os jatos, se esquivando deles em grande velocidade por uns poucos minutos e então se afastando muito rapidamente em grande velocidade e desapareceu na direção sudoeste, ainda sendo seguido pels jatos a distância”, ele disse durante a entrevista.

Encountro Perto da Base de Comunicações da Marinha em Juana Diaz

A seguinte narrativa nos foi dada por uma fonte confidencial, um oficial militar estacionado na Base de Comunicações e Reserva do Exército dos EUA de Fort Allen, em Juana Díaz, Porto Rico, no sul. Isto tinha a ver com um outro encontro UFO / caças a jato. Depois de concordar em não revelar o nome dele ou seu posto, ele explicou o que aconteceu na base na noite de 18 de julho de 1990 às 12:10 A.M.

Segundo o oficial, naquela noite os soldados e os oficiais estavam todos em suas barracas, exceto aqueles envolvidos em seus deveres, quando subitamente o perimetro da base se tornou iluminado por uma poderosa luz branca. Nossa fonte explicou que naquele momento um oficial de alto escalão deu uma ordem pelo sistema de intercomunicações para “… todo mundo ficar dentro das barracas e não sair ou de qualquer outra instalação da base sob qualquer circunstância”.

A luz era muito brilhante, mas quando a ordem foi dada ele já estava olhando por uma janela. O que ele viu lhe deu um choque.

“Em uma área da costa, exatamente acima da base e um pouco ao sul estava um objeto como um disco brilhantemente iluminado. Ele era circular e de aparência metálica… como se fosse de alumínio – ele afirmou -, e ee tinha o qe pareciam ser muitas janelas em sua mardem do centro com luzes amareladas brancas rodndo nelas. Na parte inferior do objeto havia uma turbina redonda como uma protusão com muitas luzes coloridas girando ao redor dela, e sob o objeto um raio muito brilhante de luz branco-rosada estava emergindo, descendo como se procurasse por algo. Esta mesma luz foi a que iluminou o perimetro da base.”

Ele ficou parado lá por um momento, não acreditando em seus olhos, ele explicou, quando repentinamente “… ouvi um som alto dos motores de jato e dois jatos voaram em grande velocidade sobre a base. Para mim [um homem com conhecimento de aeronaves militares] os jatos eram do tipo F-18, e foram despachados de algum lugar para examinar o UFO perto da base. Tão logo os jatos apareceram e foram na direção do UFO, o objeto partiu em grande velocidade para o oeste com o som de vento precipitando-se e sendo seguido pelos jatos. Este jatos devem ter sido enviados da Estação Naval de Roosevelt Roads, porque por tudo que sei não há F-18s na Base Aérea da Guarda Nacional de Muniz na Isla Verde. A propósito, estes F-18s devem ser de um porta-aviões participando dos exercícios militares UNITAS sendo realizados em Roosevelt Roads e na ilha Vieques, porque regularmente não há F-18s em Porto Rico.”

O que ele disse a seguir me surpreendeu: “algo grande está acontecendo aqui com toda esta atividade UFO. Recentemente, foi mostrado a todo pessoal militar em Fort Allen vários vídeos nos quais fomos informados da realidade sobre os UFOs. Eles mostraram um velho filme em branco e preto sobre um UFO acidentado que supostamente aconteceu no Novo México a muitos anos atrãs, e todos vimos a nave, que estava semi-enterrada no solo em um ângulo de 45 graus, e havia vários corpos da tripulação do UFO. Segundo o que eles nos mostraram estes seres tinham 1, 50 metro de altura, magros, muito pálidos e tinham grandes cabeças carecas. Eles tinham grandes olhos redondos e um pequeno nariz, mas não me recordo de boca ou orelhas.

“Eles também nos mostraram umm outro video de UFOs alegadamente filmado por eles ao redor da ilha. Eles queriam que nós soubéssemos que os UFOs são reais, mas eles não elaborariam quando pedimos mais detalhes. Você sabe; para mim, o que eles queriam [os oficiais que instruíram sobre UFOs] era que nós soubéssemos que era real e que os seres não são perfeitos, eles são falíveis, que suas naves se acidentam e que eles também morrem, que eles não são invulneráveis. Aparentemente eles queriam nos condicionar para a idéia que eles existem e aceitar a possibilidade de algum dia ter que intervir com eles. Os oficiais não diriam que estas eram naves alienígenas ou algo assim, apenas que elas eram reais e que o governo as tem observado estreitamente. Finalmente, eles nos disseram que eles estão esperando algo grande, eles não explicariam o que, mas tinha a ver com isto, e que se isto acontecesse nós teriamos que lidar com a situação e com as pessoas, o público”, disse o oficial.

Este relato confidencial foi mais tarde confirmado por outros duas fontes militares independentes que nos abordaram no UFO Photo Exhibit que partilhamos com Mr. John Timmerman, do CUFOS, no Plaza Las Américas Shopping Mall, em San Juan, Porto Rico, na semana de 13 a 18 de agosto de 1990. Eles afirmaram que grupos militares especiais na ilha tem recebido instruções oficiais sobre a situação UFO desde 1988, o ano no qual os caças a jato foram abduzidos pelo enorme UFO de forma triangular em Cabo Rojo e San Germán.

UFO Caçado por Helicópteros em Caguas

Aa 5:30 P.M. de 19 de dezembro de 1990, Mr. Mario Orlando Rodríguez, residente na área urbana de Bairoa Park, em Caguas, no centro-leste de Porto Rico, viu algo que ele nunca esquecerá. Segundo o relatyo dele, naquele entardecer ele estava trabalhando em casa no seu  estúdio [ele é um artista gráfico comercial free lance] quando ele ouviu o som de motores de helicóptero voando muito baixo sobre a casa dele. Curioso ele foi para fora para ver o que estava acontecendo e, para sua surpresa e espanto, ele testemunhou algo que ele nunca esperou ver.

“Quando sai, vi helicópteros militares verde escuro sem identificação, números ou identidades voando muito baixo sobre as casas. Eles se pareciam com helicópteros comuns usados pela Guarda Aérea Nacional de Porto Rico. Um deles tinha uma abertura de um de seus lados e havia um homem lá preso por agum tipo de cinto. O homem estava gritando algo que não pude ouvir por causa dos motores dos helicópteros, e ele estava apontando em uma direção específica. Quando olhei naquela direção havia uma coisa estranha lá… Era algo como uma grande bola, como uma grande pérola com uma aura amarelada a circundando, e no centro, no interior, havia como uma luz avermelhada. Era um UFO, não tenho dúvida quanto a isto. O UFO estava voando em uma trajetória de sudeste a noroeste e os helicopteros o estavam caçando.”

Perguntamos a Rodríguez se ele podia dizer algo sobre as dimensões do UFO e ele respondeu que: “A coisa era tão grande quanto um avião comercial jumbo 747 comparado aos helicópteros. E a coisa mais estranha era que isto estava voando totalmente ssem som, sem som de tudo.”

Zahíra Milagros Larregoity, uma menina de 13 anos, uma outra testemunha do incidente, explicou que “eu estava vindo a casa de Mario para pedir algum gelo  de erpente vi esta grande bola de luz amarela voando acima de mim sem qualquer barulho e voar sobre a montanha e desaparecer; então eu vi alguns helicópteros caçando a bola na mesma direção. Era uma uz muito bonita. Algo bom de se ver.”

A montanha sobre a qual isto aconteceu está ao norte da área urbana de Bairoa Park e Mirador Bairoa, e em ocasiões anteriores outros UFOs tem sido avistados sobre esta mesma montanha. Em uma ocasião eu mesmo fui testemunha de um tal avistamento em novembro de 1991.

Os helicópteros envolvidos devem ter sido da Guarda Aéra Nacional de Porto Rico ou de Roosevelt Roads, mas nenhum deles reconheceria um tal incidente ou sua participação na caçada. Um detalhe interessante é que o objeto visto por Rodríguez é similar aquele visto por José Antonio Valdés, sua esposa Matilde e o oficial militar em Guavate, Cayey, alguns meses antes.

“UFO Elétrico” em Carraízo

Para que os leitores tenham uma idéia posterior sobre a importância deste tipo de incidente acontecendo em Porto Rico, aqui elaboraremos sobre um incidente chocante que aconteceu em março de 1991 na cidade de  Trujillo Alto.

Isto aconteceu na noite de domingo, 17 de março de 1991. Tudo estava quieto e normal no setor Carraízo sector da cidade de Trujillo Alto. Mas depois da meia-noite houve uma súbita explosão de luzes, cores e um estranho som forte.

Por muitas milhas ao redor, a escuridão noturna se tornou iluminada e muito brilhante com uma luz de proporções incríveis. A distância, podia ser visto como o céu noturno tinha adquirido uma intensa cor turqueza-azul e ao mesmo tempo a energia elétrica falhou em vários setores a milhas de distância do lugar. Por uma vez tudo foi iluminado por uma uz muito brilhante esverdeada que se mudou em uma luz laranja. Acrescentando um toque espetacular a tudo isso, um brilhante raio de luz branca podia ser visto se projetando acima no céu, se movendo sa esquerda para direita e vice-versa, em uma movimento como um ventilador e com uniformidade. Isto foi visto por milhares de testemunhas por milhas ao redor de Trujillo Alto. Contudo, aqueles mais perto da área, e aqueles em lugares altos nos setores de Rio Piedras, Carolina e Trujillo Alto, viram algo ainda mais espetacular.

Diretamente sobre a sub-estação de energia elétrica localizada exatamente atrás da área urbana de El Conquistador, no setor Carraízo, estava um imenso UFO circular, imóvel em pleno ar e radiando uma quantidade intensa de luz. Muitos residentes de El Conquistador puderam ver como a energia elétrica da sub-estação estava sendo atraída para a estranha nave acima dela. Algo como uma cortina de energia elétrica estava fluindo para dentro da parte inferior do enorme objeto. Demorou alguns momentos para que as pessoas se reunissem nas cercanias da sub-estação, enquanto muitas outras telefonavam para a policia ou estações de rádio para relatarem o que estava acontecendo ou para pedirem informação sobre o fenômeno que estavam vendo.

PARTE QUATRO

Um daqueles presentes lá, Mr. Josue Marrero, descreveu tudo como algo retirado de um filme de Steven Spielberg: “Isto era enorme. E a luz era intensa como a luz do sol. Era como se a noite se tornasse dia. E a energia elétrica estava subindo em uma parede de faíscas e descargas elétricas subindo. Eu nunca tinha visto algo assim! Eu até mesmo tive que afastar meus olhos dele, a luz era brilhante demais e os feria.”

Mr. José Miranda, uma outra testemunha que mora na Avenida Diego Velázquez, em El Conquistador, afirmou que: “O que vi quando olhei pela janela de trás depois que a luz brilhante engolfou tudo, era algo o qual eu pude apenas ver aproximadamente um quarto de seu tamanho e forma. Ele estava imóvel lá no ceu e para mim era algo redondo, algum tipo estranho de nave com uma borda redonda metálica como níquel brilhante e na parte de baixo, que é o lado que eu pude ver melhor, seguindo aquela borda estava uma fina luz verde fosforescente e a seguir uma mais no centro onde uma outra luz azul-violeta fosforecente e em seu centro aquela luz muito poderosa branco brilhante, como a luz de solda. Eu vi isto e os raios elétricos, as descargas subindo, em cores, algo assim. Toda esta área era como se fosse dia claro, e as luzes mudavam de verde para azul e para laranja… assim. Eu vi isto lá em cima por trinta segundos… e então a energia elétrica falhou completamente e a coisa disparou para o norte em grande velocidade. Corri para a janela da frente para ver mas isto já tinha ido embora.

“Minha esposa, que tinha visto parte do que aconteceu, estava gritando na cama devido a impressão que isto causou nela, porque nunca tínhamos visto uma nave tão grande como aquela e tão perto pendurada sobre as nossas casas. Aquela coisa facilmente cobriria a maior parte da área porque era grande demais… Era enorme, de fato enorme. Não era nada como um avião ou algo assim. Para mim, o que vi foi uma nave alienígena, algo não normal… algo que não é deste planeta.”

Seu vizinho, Mr. Rafael Benítez, um psicólogo profissional que conhecemos pessoalmente, acrescentou sobre o que ele viu: ” Quando olhei para cima pela janela de trás, porque tudo era como se fosse dia claro e a energia elétrica estava faltando, vi algo como três fontes de luz muito brilhantes em seu centro sob isto. Também vi como uma parede de raios elétricos subindo, como diminutas capilaridades elétricas, pequeninas descargas elétricas subindo, e você podia ouvir um som de chhh, chhh, chhh, algo como quando você ouve eletricidade estática, algo como isso. A parede de eletricidade era mais larga em sua base e enquanto subia para aquela coisa no ar se tornava mais fina. Ao redor da coisa havia algo como uma nuvem que a rodeava.

“Esta coisa que eu vi não era algo que eu conheça como de tecnologia terrena. As luzes eram intensas demais… como faróis brilhando para baixo, mas realmente intenso, cegante. Para mim o que vi foi uma nave alien que nos visitou, absorveu a energia da estação elétrica, então carregou seja o que for que quisessem recarregar em sua nave, talvez eles tivessem problemas de energia, e foram embora.”

Danny Rodríguez, um jovem homem que vive perto da sub-estação, também viu os incríveis efeitos de luz lá quanto dos sistemas explodiram, mas infelizmente ele não olhou para cima de sua casa, não viu os objetos que muitos outros viram lá. Mas ele se lembra claramente que depois que este incidente terminou, ele pôde ver por vários minutos um estranho raio de luz verde fosforescente que descia do céu em um ângulo de 45 graus na direção da estação. O raio de luz estava vindo de noroeste. “Foi como um poderoso raio de flash de luz vindo do céu, e ficou lá por alguns minutos. Algo não natural aconteceu aqui” ele disse.

Mr. Genaro Bigas, também um vizinho que reside na Avenida Diego Velázquez, explicou que quando ele foi para sua varanda para ver o que estava acontecendo, ele viu, sobre seu teto, algo se estendendo sobre ele “… algo como um enorme semi-círculo de aproximadamente 180 graus. Ele ficou lá no ar sobre as casas. Naquele momento vi que estava mais escuro na parte de baixo e estava emitindo brilhantes luzes laranjas de seus lados por toda sua volta. Esta era a fonte de luz que estava iluminando tudo aqui. Havia algo sólido lá para cima, porque você podia ver em sua borda algumas luzes laranja e então acima disto você podia ver as nuvens e o céu, mas da borda para dentro você podia ver uma sólida superfície escura. Então, depois, algumas luzes brancas muito brilhantes apareceram lá na parte de baixo no centro dele.

“O que eu vi é compatível com o que é chamado de disco voador. Era enorme, realmente grande, tão grande quanto quase toda esta área residencial. Mas estava lá em cima e imóvel. Como podia ser, esta coisa lá em cima apenas parad no ar? Isto devia sr muito pesado… Era incrível, mas todos vimos isto. Uma outra coisa é que enquanto a coisa esteve lá em cima eu pude sentir uma sensação de calor, quando isto deixou a área todos sentimos uma brisa refrescante de vento no mesmo momento.

“Estou triste de não ter saído completamente, para dar uma olhada melhor nisto. Mas talvez seja o nosso instinto de proteção que me evitou de fazer isto. Isto eu posso dizer: se era algo alien, ele não era hostil, porque não nos causou mal, exceto pelos danos na sub-estação.”

Mrs. Evelyn Suárez, residente em Colinas de Fairview, também em Trujillo Alto, mas a aproximadamente a 3 milhas de distância de onde ocorreu o incidente, foi capaz de ver o objeto suspenso sobre o setor de  El Conquistador: “Quando eu vi, era enorme, enorme. Era redondo e seu metal externo parecia-se com cobre, com uma luminosidade laranja toda a seu redor. Se você viu o filme Starman, o UFO nele era algo como um enorme globo de luz vermelho-alaranjada com muitas luzes; era algo exatamente como isso. Ele também tinha luzes verdes e outras coloridas ao seu redor. Estou certa que havia outros objetos luminosos menores ao redor dele, muito perto dele. Oh! isto de fato era uma nave, que é o melhor meio de eu descrever isto para você. Nunca esperei ver algo assim, nunca mesmo.”

José e Sonia Adorno, que vivem no 15o. andar do condomínio Los Cedros, também em Trujillo Alto, a aproximadamente 5 milhas de distância, revelaram que viram isto do apartamento deles. Ela comentou: “Era por volta das 12:20 A.M., e subitamente tudo se tornou muito brilhante. Quando olhamos para fora vimos algo muito grande e redondo no ar cercado por algum tipo de nuvem. Havia uma luz brilhante amarelada, azulada que subia do solo para algo como uma enorme plataforma que estava lá em cima no ar sobre El Conquistador. Era algo redondo e um pouco achatado no topo com uma luz amarelo-alaranjada por toda sua volta. Eu estava assustada pelo que vi, e meu marido disse que não era nada, talvez apenas o mal funcionamento de um transformador elétrico, mas não era algo assim, era algo muito esquisito. Então aquela coisa voou para o norte e desapareceu em grande velocidade.

“Era algo enorme. Eu compararia seu tamanho com aquele do estacionamento do Trujillo Alto Plaza Shopping Center, mas de fato, na distância em que eu o estava vendo. Isto era quão grande era ele. Nunca tinha visto algo assim. Muito mais pessoas devem ter visto também.” Sonia estava certa, porque a vizinha dela, Mrs. Rosa Flores, também viu.

Ramses Díaz, um jovem que vive na área urbana de Ciudad Universitaria, nos arredores de Trujillo Alto, também viu isto juntamente com seu irmão: “Ele era luminoso – ele disse -, algo enorme em uma nuvem, realmente grande. Uma grande bola de luz laranja com muitas luzes menores nele. Eu telefonei para o Serviço Atmosférico Nacional em Isla Verde, e seus previsores disseram que não havia tempestade elétrica naquela noite e que eles não podiam explicar o que as pessoas estavam descrevendo e o que estava acontecendo. Depois que isto aconteceu, eu contactei o CUFOS, em Illinois, EUA, e falei com Mr. John Timmerman, que me enviou alguns formulários de relato para que eu preenchesse e especificasse os detalhes do que eu vira. Ele disse que se o que eu estava descrevendo era acurado, o que nós vimos foi um  UFO.”

Mr. Sergio Serrano viu tudo isso da estação de serviço de gasolina onde ele trabalha na Rua De Diego, em Sabana Llana, Rio Piedras. “Eu vi a coisa quando ea voava sobre nós indo para Trujillo Alto. Ela estava vindo do setor de El Yunque.” A testemunha descreveu um objeto similar ao descrito pelas outras testemunhas.

Muitos residentes da área  Covadonga Residential, em Trujillo Alto, entre eles Miss Elizabeth Torres, também viram este incrivel avistamento. ‘Foi belo”! – ela disse – Era umm disco voador. Quando tudo se tornou iluminado saimos para ver e vimos aquela coisa grande lá no ar, parada imóvel sobre as montanhas, sobre Carraízo. Era um disco, muito grande, com luz laranja e luzes menores trocando de cor por toda sua volta. Belo! Todo este lugar estava cheio de pessoas vendo a coisa lá.”

Mr. Luis Rodríguez, um guarda de segurança que patrulha o território de uma companhia em Carolina, perto da companhia Travenol, declarou que viu o objeto enquanto ele voava muito rápido para oeste, na direção de Trujillo Alto. Ele afirmou que era enorme, como uma bola de luz laranja com muitas luzes coloridas menores nele, e que parecia vir do oeste. ‘Aquela coisa veio de El Yunque. Era imensa. Eu ainda fico nervoso quando penso no que vi”, ele explicou.

Mr. Enzo Rizzo, que vive em Los Olmos Condominium, em Rio Piedras, a algumas seis milhas de distância de Carraízo, relatou também ter visto o incidente, observando: ” … o objeto e sua grande luminosidade, bem como uma série de raios muito potentes e brilhantes de luz branca saindo do topo dele e se projetando para cima no espaço enquanto se movia em uma movimento como o de um ventilador.” Rizzo, um italiano que havia chegado a Porto Rico por aqueles mesmos dias, disse que nunca antes em sua vida viu algo como aquilo da noite de domingo, 17 de março de 1991. “Foi uma vista incrível, algo fora deste mundo.”, ele disse.

Brigadas de Conserto de Sistema de Energia Elétrica

No dia seguinte, várias brigadas da Autoridade de Energia Elétrica de Porto Rico estavam reparando os danos na sub-estação, que chegaram a 355.000 dólares em perdas. Postes elétricos queimados, várias linhas de energia de alta voltagem, e um número de transformadores queimados estavam entre os equipamentos danificados. Entrevistamos dois supervisores e engenheiros da Autoridade de Energia Elétrica de Porto Rico lá sobre o que ocorreu, Mr. José Luis García e Mr. Orlando Lozada.

Segundo Lozada: “Ainda não podemos explicar o que causou todos estes danos, Não havia razão para isto acontecer como aconteceu. Primeiramente, houve um curto circuito muito poderoso devido ao aparente contacto entre duas linhas de alta voltagem que estavam longe o suficiente uma da outra para evitar que isto acontecesse… mas de alguma forma aconteceu. ”

Tecnicamente, a resposta dele já implicou que houve um fator misterioso envolvido com seja o que for o que aconteceu. Mas havia uma outra questão: se o que aconteceu foi um curto circuito, como foi oficialmente explicado, porque então os sistemas não se desligaram para evitar o acontecimento, ao invés de permitir que a energia elétrica continuasse a fluir como ela fez por vários minutos, aumentando a amperagem a níveis surpreendentes?

Para isto, o engenheiro García respondeu que: “Esta estação tem um sistema automático para evitar isto. Tão logo haja uma sobrecarga, este sistema supostamente corta o fluxo de energia. Contudo, o que aconteceu aqui foi de tal magnitude que o sistema de emergência não respondeu. Isto causou uma extrema sobrecarga de energia, e o nível de energia foi a infinito. Isto explica os danos aqui…”

Um outro supervisor lá disse que: “O que aconteceu apenas não foi natural. Não há explicação para como as coisas aconteceram aqui na noite passada.”

Depois de fazer contacto com “um suprvisor altamente posicionado da Autoridade de Energia Elétrica de Porto Rico, ele nos confidenciou que “os controladores ou “raisers” deixaram de funcionar lá, e que o tipo de falha que aconteceu aqui não é uma falha comum, até mesmo mais lá, onde o equipamento tem uma boa manutenção. Chamamos este tipo de descarga de “tiroteios”, e neste caso, porque os raisers falharam de operar, nós chamamos a isto exatamente assim: “tiroteios”. Mas em Porto Rico há muitos “tiroteios” devido a causas desconhecidas ou misteriosas. Algo que pode explicar isto é o que um empregado me disse relativo a ocorrências similares em Arecibo [aproximadamente a 40 milhas de San Juan]. Ele explicou o que ele viu quando um disco voador desceu e começou a absorver energia de uma outra sub-estação lá em Cruce Dávila, em Barceloneta, perto dos Laboratórios Farmacêuticos Abbot, com efeitos similares a estes vistos em Trujillo Alto.”

Tudo indica que um enorme UFO foi realmente observado por inúmeras testemunhas em Trujillo Alto e nas comunidades vizinhas, um UFO que aparentemente controlou de alguma forma os sistemas de emergência da sub-estação evitando que eles cortassem o fluxo de energia. A subsequente grande sobrecarga de energia foi aparentemente o que este objeto ou nave estava procurando, talvez para recarregar alguns sistemas internos ou para alguma outra coisa que nós nem mesmo podemos imaginar, por agora. A coisa importante aqui é que a partir deste momento mais de uma centena de testemunhas já tem se apresentado, todas elas dando descrições acuradas similares do objeto visto lá, testemunhas que estavam tão distantes quanto dez milhas e que não se conheciam entre elas. O Serviço Atmosférico Nacional confirmou que não houve tempestade elétrica na vizinhança de Porto Rico, e funcionários da Autoridade de Energia Elétrica de Porto Rico e do governo, explicaram oficialmente, tentando encobrir o incidente. Mas para os residentes das comunidades de El Conquistador e de Carraizo uma coisa está clara: eles estão certos de terem sido visitados por uma nave alien, possivelmente de origem extraterrestre.

Fenômeno Periférico

Além do avistamento vários outros fenômenos foram relatados:

1. Um número de residentes em  El Conquistador com ventiladores de tetos em suas casas relataram que os braços do ventilador se curvaram para cima enquanto o UFO esteve acima da casa deles, como se uma forte força magnética os atraisse.

2. Outras testemunhas relataram que seus ventiladores de mesa começaram a circular para trás, voltando ao normal depois que o UFO partiu.

3.  As máquinas de faz de telefone de algumas testemunhas começaram a trabalhar por conta própria e apagaram as mensagens gravadas.

4.Uma senhora residente em  El Conquistador e parente da testemunha José Miranda, que estava com uma placa de metal em sua cabeça devido a uma cirugia cerebral, afirma que enquanto o UFO esteve lá ela sentiu uma dor muito aguda na cabeça, sentindo-se melhor quando ele deixou o local.

5.No dia seguinte, depois de ter visto e fenômeno e o UFO lá, uma garota de 17 anos levitou em seu quarto, flutuou, e isto foi visto pela mãe dela.

Um outro detalhe interessante foi o comportamento apresentado pelos animais no setor. Muitos galos e cães dos vizinhos que lá eram conhecidos por seu comportamento barulhento, permaneceram totalmente silenciosos toda aquela noite até tarde do dia seguinte. Eles ficaram silenciosos e pareciam assustados. Ao menos dois shows especiais de entrevistas no radio foram transmitidos para as pessoas falarem sobre o que elas tinham visto e vivenciado. A maioria das narrativas foram similares as apresentadas aqui.

Há muitas perguntas ainda não respondidas sobre todos estes incidentes importantes apresentados neste relato, incidentes que são apenas uma fração de uma plétora de tais casos na ilha de Porto Rico. Mas sem dúvida estes eventos indicam que o fenômeno UFO/alien está muito perto da realidade diária de Porto Rico.

Por outro lado, cada dia recebemos mais relatos de jatos caçando UFOs e abduções/encontros com aliens por testemunhas idôneas e confiáveis por toda a ilha; apenas antes e terminar este relato, recebi mais um par, mas devido a falta de espaço aqui, não posso apresenta-los em detalhes. Algumas vezes, devido a quantidade de atividade UFO aqui, suponho se Porto Rico tenha sido selecionada como um lugar onde o  contacto aberto com uma espécie alien está sendo testado para examinar as reações e efeitos psicológicos e sociológicos de um tal contacto. Devemos nos lembrar que aqui, Porto Rico, é uma possessão territorial colonial dos EUA e é muito possível que “alguém” possa ter selecionado a ilha para um tal teste porque ela está sob a jurisdição dos EUA, e isto forneceria um exame muito de perto para o governo sobre a situação em desenvolvimento. Muitos acreditam que nos EUA e no exterior haja um acordo secreto entre o governo dos EUA e certas espécies de liens, e até mesmo embora não haja qualquer prova sólida específica sobre isto, há muita evidência circunstancial que etnde a implicar exatamente isto.

Na maioria dos incidentes descritos neste relato o relacionamento entre a situação UFO e a Estação Naval Roosevelt Roads, uma principal intalação militar dos EUA a leste de Porto Rico é evidente. Por causa disso, e relativo ao crescente número de incidentes UFO de todos os tipos e os muitos relatos de caças a jato caçando os UFOs, isto juntamente com o que algumas testemunhas tem visto relacionado aos UFOs vinda da estação naval, não posso ajudar além de supor e me perguntar: Estes caças a jato que são visto com os UFOs de fato estão caçando-os ou realmente os estão escoltando?

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://conspireassim.wordpress.com/2008/10/06/aliens-e-ufos-em-porto-rico/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: